Sábado, 24 de Agosto de 2019
No Oswaldo Frota

Na disputa do Peladinho, Mec dá show de bola, vence Holanda e avança

Manaus Esporte Clube vence o Holanda e chega entre os 16 finalistas do Peladinho, com direito a gol de bicicleta e futebol de gente grande. Agora mira o São Lucas, no próximo jogo



_ASL0768.JPG A união do Manaus Esporte Clube ficava clara nas comemorações, com os jogadores sempre abraçados. (Foto: Antônio Lima)
04/12/2016 às 18:26

Conforme o campeonato vai se afunilando, os jogos da categoria infantil do Peladão Brahma 2016 vão ficando mais equilibrados e emocionantes. Mesmo assim, no último sábado (03), o Manaus Esporte Clube, mais conhecido como MEC, não deu chances ao Holanda, dominou a partida e saiu de campo com a vitória por 2 a 0 e a classificação.

Em uma partida bastante disputada, a organização técnica do time, do Núcleo 16 da Cidade Nova, fez diferença e o MEC avançou com propriedade.

“Nossa equipe tá treinando desde o início do ano, a gente tem uma parceria com escola. Muitos jogadores são da escola e participam dos campeonatos escolares. O trabalho tem sido feito desde o início do ano e nós estamos colhendo os frutos agora”, explicou Renato Souza, coordenador da equipe.

Do outro lado, a lamentação era por conta da ausência de jogadores importantes, que faltaram à partida.

“O futebol é assim, a gente perdeu chance de gol. A gente jogou na raça, o que faltou foi os jogadores que não se comprometeram. Mas é assim, a gente não queria perder, a gente não da nossa casa para perder, o professor Fábio (treinador da equipe) fez tudo para a gente ganha. A gente veio aqui, fez esforço, mas por erro de alguns, que não vieram para o jogo, foi assim”, explicou João Victor, goleiro do Holanda, de 14 anos. 
sequência
O time do Manaus Esporte Clube  agora enfrenta o São Lucas na próxima fase, um adversário bem conhecido. O rival já venceu o MEC em duas oportunidades, inclusive eliminando o rival em um dos confrontos.

“O São Lucas é como se fosse uma pedra, um tropeço para a gente, mas esse ano nós estamos preparados”, garantiu Renato Souza, coordenador da equipe.

 O jogo
O MEC tomou a iniciativa do jogo desde os minutos iniciais, a marcação pressão dava resultado e dificilmente o Holanda conseguia sair do seu campo de defesa. Mesmo superior, o time da Cidade Nova não conseguia abrir o placar e o Holanda passou a equilibrar a partida, na metade da primeira etapa. 
Quando o jogo parecia seguir para o intervalo sem gols, Robert, camisa 11 do MEC, recebeu belo lançamento, a meia altura e acertou uma meia bicicleta, no canto esquerdo do goleiro João Victor e abriu o placar para a festa do time.

O segundo tempo começou diferente, o Holanda corria atrás do prejuízo, mas tinha dificuldades nas trocas de passe, com isso o time buscava as ligações diretas para chegar ao ataque. Porém, o  zagueiro Vinicius, também conhecido como Barriga, era o verdadeiro xerife da zada do Manaus e cortou quase todas as chances de perigo do Holanda. 

 Com as alterações do técnico Paulo, o MEC passou a buscar mais as jogadas ofensivas mas parava em uma bela atuação do goleiro João Victor.

Por ironia, foi justamente o xará dele, João Vitor, do MEC, que deu números finais a partida. Após entrar no segundo tempo, o jogador aproveitou rebote do goleiro e finalizou com categoria no canto esquerdo para dar tranquilidade no placar. 

Com o 2 a 0 no placar o jogo ficou mais morno e o Manaus conseguiu garantir sua classificação para a próxima fase.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.