Sábado, 17 de Agosto de 2019
PAIXÃO

Na esperança do acesso, gaúchos atravessam o país para ver o Caxias

Distância percorrida entre a cidade localizada no Rio Grande do Sul e a capital amazonense é de cerca de 3 mil quilômetros em linha reta



IMG-20190720-WA0020_B6E15566-571B-4E64-B231-BCFA47BC1992.jpg Foto: Camila Leonel
20/07/2019 às 14:59

Confiantes com o acesso do Caxias, torcedores do Falcão Grená atravessaram o país para ver o que pode ser o jogo do acesso do time gaúcho. Um grupo de 40 torcedores, por exemplo, se movimentaram para acompanhar todos os jogos fora de casa e Manaus foi mais um ponto na escala do grupo.

"A movimentação começou antes de definir o primeiro jogo e quando soubemos que era o Manaus, o pessoal começou a ir atrás de passagem, hotel. Teve muita gente que esperou o resultado do primeiro jogo e com a vantagem que trouxemos foram atrás de passagem", conta Leonardo Tomazoni, torcedor do Caxias que também esteve nos jogos contra o Cianorte, do Paraná, e Avenida, do Rio Grande do Sul. "Fomos a vários lugares, mas com certeza, Manaus é o mais distante", completa.

Ele explica que saiu de Caxias às 3h30 de sexta para Porto Alegre. Fizeram escala em São Paulo e chegaram em Manaus às 20h. "Saímos de Caxias, estava 8 graus. Chegamos aqui está mais de 30. Um calor insuportável", relata.

Na mala, a torcida do Caxias trouxe a esperança do acesso para a Série C. No ano passado, o time bateu na trave. Nas quartas de final, fase de acesso à terceira divisão, eles caíram diante do Treze -PB. "Perdemos os dois jogos ano passado e este ano, é a primeira vez que chegamos ao segundo jogo com a vantagem", relembra.

O jogo da ida, que aconteceu em Caxias, terminou 1 a 0 para os donos da casa. Por isso, os gaúchos jogam em Manaus por um empate. Uma derrota por um gol de diferença leva a decisão aos pênaltis.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.