Quarta-feira, 03 de Junho de 2020
DIA DAS MÃES

Na França pelo ciclismo, mãe atleta do AM passa a data especial longe do filho

Em busca de evolução na modalidade, Rebeca Fonseca é atleta do time francês UVCA Troyes desde 2017. Neste domingo, a amazonense vai usar a tecnologia para 'celebrar' junto com o filho Mateus e a mãe



WhatsApp_Image_2020-05-06_at_16.54.59_256DD710-591A-475C-B2DE-E1099B3408CF.jpeg Foto: Acervo pessoal
10/05/2020 às 06:40

É Dia das Mães. Neste domingo (10), em milhões de casas pelo Brasil, abraços e carinhos serão dados àquelas pessoas que nos deram a vida e nos ensinaram a viver. É a data especial das mães com muitos filhos, das mães solteiras, das mães donas de casa, das mães empresárias e, entre tantas personagens, das mães atletas. Algumas, neste último caso, vão celebrar a data à distância.

Ciclista profissional na França, Rebeca Fonseca deixou o Brasil em 2017. Desde lá, é atleta da equipe UVCA Troyes e, após morar em outras cidades, hoje vive na comuna que dá nome à equipe: Troyes, localizada a cerca de 160 km de Paris, capital da ‘terra dos francos’. Mãe do menino Mateus, de 8 anos de idade, a amazonense precisa lidar com a busca por melhores resultados e a saudade do filho, que continuou em Manaus.



Distante das pedaladas das competições por conta da pandemia da Covid-19, mas pedalando para driblar a saudade do filho nessa data especial, Rebeca bateu um papo com o CRAQUE para esta edição do Dia das Mães. A ciclista contou sobre a quase mudança de Mateus para França, quais são os próximos objetivos nas pistas e como está sendo o combate ao vírus no país que já registrou quase 26 mil mortes pela doença.

Rebeca lá, Mateus cá

A distância entre mão e filho, nessa história, pode ser definida como um preço a ser pago em busca de um sonho. Visando um crescimento profissional, Rebeca foi treinar e praticar o ciclismo em um dos principais centros da modalidade no mundo. Entre tantas provas, o Tour de France, por exemplo, principal disputa do esporte, acontece desde 1903 na França e reúne os melhores atletas. 


No início deste ano, Mateus passou um período com a mãe na França. Foto: Acervo pessoal

Usando a tecnologia para se manter próxima de Mateus diariamente através das chamadas de vídeo, Rebeca diz que o filho entende cada vez mais o motivo da distância. “A gente se fala todo dia por vídeo. Ele está crescendo e está começando a entender que é o meu trabalho. Mas a gente faz planos para ele vir”, revelou a ciclista, dizendo que por pouco o filho não ficou na França de vez no início deste ano.

“Ele veio passar férias aqui e adorou. Antes, quando mais novo, ele nem gostava de tentar aprender o francês. Desta vez ele já quis ficar e não ficou de vez por pouco. Como comecei meu mestrado em Engenharia de Produção em setembro do ano passado, eu não tinha certeza de como seria o meu período de estágio nesse ano. Logo, achei melhor adiar. Morar sozinha, com uma criança, em país estrangeiro, não é fácil. Mas já tinha visto escola e tudo mais”, detalhou Rebeca.

Hoje, a mãe e atleta de alto rendimento vai estar longe tanto do filho quanto da mãe, que vive em Itacoatiara, onde trabalha como psicóloga. Mais uma vez, as chamadas de vídeo segurar a saudade até o próximo abraço. Ao menos com Mateus, a ideia era revê-lo ainda em 2020, mas a pandemia global do novo coronavírus interrompeu os planos. 

Paralisação pela Covid-19 

Na França, o período de quarentena por conta da pandemia do novo coronavírus termina, oficialmente, amanhã (11). Por um período de dois meses, aproximadamente, a população francesa não pôde deixar suas casas sem motivo justificado e atividade não essenciais foram paralisadas, como os campeonatos de ciclismo. Para manter o ritmo, Rebeca manteve o ritmo em um espaço bem mais reduzido.


Em 2015, Rebeca foi a 1ª colocada no ranking nacional da modalidade. Foto: Martial Denais/Divulgação

“As competições estão todas paradas. A previsão é que o calendário nacional retorne só em setembro, mas ainda está em análise. As atividades comuns voltam amanhã. Enquanto isso, faço treinos caseiros, ‘indoor’, no rolo (equipamento de treino utilizado por ciclistas)”, afirmou a amazonense. 

Projetando os próximos desafios nas pistas, Rebeca olha com muita expectativa para a julho, quando as competições regionais retornam. A única prova com data certa, em 25 de outubro, é a Paris-Roubaix. A trajeto de ciclismo de estrada acontece próximo da fronteira da Bélgica e vai da capital da França até a cidade localizada no Norte do país. “É uma prova clássica, super interessante. Estou muito afim de fazer essa corrida e espero que nossa equipe seja convidada”, completou a mamãe e atleta Rebeca.

News leonardo 9028af08 26fb 4271 b322 4409cded8370
Repórter do Craque
Jornalista em formação na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e repórter do caderno de esportes Craque, de A Crítica. Manauara fã da informação e que procura aproximar o leitor de histórias – do futebol ao badminton.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.