Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2020
MMA

Na Rússia, amazonenses lutam no 3º maior evento de MMA do mundo

Rodrigo Praia, De Assis e Raimundo ‘Tubarão’ estão em São Petersburgo, onde neste sábado (14) lutam na 103º edição do Absolute Championship Akhmat



Sem_t_tulo_C59FDDCE-2EFE-48B3-BC06-71B07795D28F.jpg Arte: Heli
13/12/2019 às 08:56

No sábado (14), acontece na cidade de São Petersburgo, Rússia, o Absolute Championship Akhmat (ACA). Em sua 103º edição, a franquia de MMA russa, uma das maiores do mundo, tem 15 lutas programadas. O evento conta com a participação de 3 lutadores amazonenses, com um deles lutando pelo cinturão na categoria peso-galo (até 61 quilos).

Abrindo o card preliminar, o coariense Rodrigo Praia, de 26 anos, luta contra Firdavs Khasanov, do Uzbequistão. Rodrigo está em sua quarta luta no ACA, vencendo as 3 anteriores. Com cartel de 14 vitórias e 3 derrotas, o amazonense vai em busca da 4ª vitória seguida na organização russa.



“Me preparei bastante pra essa luta, tanto na preparação física quanto na trocação, no jiu-jitsu e em todo resto. Podem ter certeza de que darei meu máximo pra representar minha equipe, minha família, todos que torcem por mim e o nosso Amazonas, especialmente o município de Coari”, diz o lutador, que luta pela ‘Team Davi Ramos’.

Card Principal

Raimundo Batista, de 26 anos, participa pela 1ª vez do ACA. Conhecido como ‘Tubarão’, o amazonense irá enfrentar o russo Yusup ‘Wolf’ Raisov, na categoria meio-médio. 

Tubarão é natural de Rio Preto da Eva, município no qual reside e tem enorme carinho. “É a cidade onde vivo desde que nasci, que eu amo e que levarei a bandeira pro mundo. Lá tenho minha própria academia, a Academia Tubarão Fight, onde ensino jiu-jitsu e MMA, sem cobrar nada”, conta Tubarão, que é faixa preta 1º grau de jiu-jitsu.

O lutador iniciou a carreira no MMA em 2010, fazendo lutas amadoras. Dono do cinturão interino da categoria meio-médio do Mr.Cage, Tubarão chegou a cogitar desistência da carreira, desanimado por conta da falta de apoio. 

“Pra ser um atleta de alto rendimento, existe um investimento mensal, com material, dieta, suplementos. Alguns eventos não disponibilizam passagem, dificultando a ida pela falta de apoio. Isso e outros fatores vão se acumulando, e pela dificuldade pensei em desistir. Porém, Deus não dorme e é tudo no tempo dEle. Recebi um convite do Winícius Tarik para ser meu agenciador e aceitei. Ele conseguiu uma vaga no evento Taura, em Porto Alegre, que lutei no último dia 24 de novembro. Tive um bom resultado e sigo invicto”, relata Tubarão, que tem 12 vitórias em 12 lutas disputadas e sonha em chegar ao UFC.

“Após esse evento (Taura), as portas se abriram ainda mais. O meu agenciador conseguiu pra mim um contrato de 4 lutas com o ACA. Estou preparado e vou dar o meu melhor. Vou sair com a vitória se Deus quiser”, finaliza o rio-pretense.

Lutando pelo cinturão

Em sua terceira luta no ACA, o coariense De Assis, de 31 anos, terá oportunidade de lutar pelo cinturão do peso-galo, diante do russo Rustam Kerimov.

Nascido na comunidade ribeirinha Boca do Mamiá, De Assis enxerga a luta contra o russo, invicto com 15 vitórias em 15 lutas disputadas, como uma conquista.  “Estou bastante confiante e tranquilo porque passei por muitas barreiras pra chegar até aqui. São 15 anos de carreira, com altos e baixos, e agora Deus me deu essa oportunidade de poder estar lutando aqui, na Rússia, por um título mundial. Estou bem preparado psicologicamente, fisicamente, tecnicamente e espiritualmente. Cada vez que penso de onde eu saí (Boca do Mamia), onde trabalhava duro, forte, pra chegar até aqui, penso que o mais difícil eu já passei. Hoje é só glória e conquista da minha dedicação, perseverança e fé em Deus”, explica De Assis, que desde muito cedo, trabalhou no roçado com o pai, José e a mãe, Almira.

Indicado por Cido Accioly, o coariense representa a Team Nogueira, equipe dos irmãos Minotauro e Minotouro. Para viver no Rio de Janeiro e seguir nos treinamentos, o lutador conta com o patrocínio das empresas Chora pra vender fiado, Drogaria Farmanorte e a Distribuidora Santa Efigênia, além de outros apoios. Confiante, De Assis fala sobre a preparação para a luta de sábado. 

“Minha preparação tem sido boa. Quem veio da Team Nogueira comigo, até aqui na Rússia, foi o meu coaching Vander Valverde. É um cara do qual não tenho palavras, pois me trata como se eu fosse filho dele. Ontem foi a reta final da perda de peso, mas estou me sentindo bem. Treinei bastante com meus companheiros de treino e treinadores. Estou bem preparado pra essa luta do dia 14 e acredito que serei campeão”, conta De Assis. 

Assim como Tubarão, De Assis pensou em largar a carreira no MMA. Porém, a sorte sorriu para o coariense, quando Davi Ramos conseguiu a ele um contrato de 6 lutas no ACA.

“Essa é minha terceira luta no evento e agradeço muito ao Davi Ramos por fazer essa ponte, me indicando pra lutar no ACA. Me sinto muito grato e agradeço à todos, de coração. Sábado, acredito que o mundo vai me ver sendo campeão na Rússia, e com título mundial em mãos, vou agradecer, de coração, o Deus todo poderoso, porque Ele transforma e muda a vida, e a todos que estão com ele”, finaliza o lutador.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.