Quarta-feira, 16 de Outubro de 2019
FUTEBOL

Na semana em que o Inter decide a Copa do Brasil, amazonense chega ao Sub-11

Guilherme Barros, de 11 anos, trocou Manaus pela Sul do país por conta do convite Colorado. Agora, vivendo com a mãe e a avó em uma nova cidade, o garoto quer trilhar o caminho dos melhores



gui_8FA80F7C-CE44-4DAB-A18A-4E3839DEA2C4.JPG Foto: Arquivo Pessoal
15/09/2019 às 12:06

Quem não sonhou em ser um jogador de futebol? A questão que aparece na música ‘Partida de Futebol’, do grupo mineiro de rock Skank, já fez parte da infância de quase todos os brasileiros amantes de futebol. Começando no esporte por influência dos pais ou por conta dos amigos, garotos e garotas descobrem os dribles e as emoções de marcar um gol em cada campinho espalhado pelo país. 

Nesta semana, a rotina de uma família de Manaus virou de cabeça para baixo por conta de um talentoso menino de 11 anos. Guilherme Barros, que colecionou títulos em solo baré jogando tanto no futsal quanto no campo, recebeu o convite para fazer parte das categorias de base do Internacional. A chance que todo aspirante a jogador espera não demorou a ser aceita. Malas arrumadas e vôo rumo ao Rio Grande do Sul na última segunda-feira (9).



Em time grande

Chegando ao atual finalista da Copa do Brasil na categoria profissional, o amazonense tem motivação extra para ir ao Gigante da Beira-Rio - estádio do Internacional que fica às margens do lago Guaíba, em Porto Alegre. Na próxima quarta-feira (18), o Inter precisa reverter a derrota sofrida para o Athletico na ida, por 1 a 0, em Curitiba. “A cidade toda está voltada para esse jogo, os torcedores são muito apaixonados pelo time. Tomara que a gente vença!”, afirmou o novo Colorado, que vai estar no Beira-Rio na quarta.

E vivendo um novo desafio, em uma nova cidade, Guilherme diz que seus familiares têm sido fundamentais nos primeiros dias. “Minha mãe e minha avó estão sendo muito importantes nessa minha adaptação. Tenho também o apoio de outra família de Manaus, que também tem um filho jogando no Inter e moram no prédio onde estou. São tia Jaque e o tio Alex, pais do Andrew”, revolou Gui, que chegou ao Colorado por indicação dos pais do amigo Andrew, que atua na categoria Sub-9, duas abaixo de Guilherme.


Em Manaus, Guilherme atuou no futsal e no campo pelo Guerreirinhos. Foto: Arquivo Pessoal

Distância como adversária

Como estamos falando de um esporte cercado de drama, nem tudo está sendo fácil nesse desafio de Guilherme. Apenas a mãe Fátima Barros e a vó Francisca de Souza puderam ir junto com o jogador. Com compromissos em Manaus, Marcelo Barros, o ‘pai coruja’, torce de longe. “Minha vida deu um ‘360’. Tive que alugar um apartamento próximo ao CT e à escola para ele ficar com a mãe. Nós o apoiamos sempre. Tudo isso é mérito dele, que se dedica muito”, comentou o pai do pequeno Gui.

De acordo com o pai, Guilherme já vai ter rotina pesada nas primeiras semanas de ‘vida gaúcha’. Jogando pela categoria Sub-11, o garoto de Manaus vai treinar no campo às segundas, quartas e sextas-feiras. Dos dois dias restantes da semana, um será dedicado aos treinos no futal e outro para descanso. Além da vida de atleta, Gui também terá as obrigações de estudante em uma escola que fica próximo ao CT de Alvorada, local onde treinam as ‘promessas’ do Inter.

Nova posição e nova torcida

Com boa estatura para a idade, Guilherme sempre atuou no sistema defensivo de seus times, seja no futebol de campo ou nas quadras. Tendo a posição de primeiro volante como preferida, nos campos reduzidos - algo habitual para a categoria em que atua - Gui sempre era recuado para a zaga. Para Marcelo, pai do atleta, tudo vai depender dos treinadores e coordenadores do Sub-11 do Internacional. 

Quando o assunto é o coração de torcedor de Guilherme, o pai revela um passado rubro-negro. Mas defendendo as cores de outra potência do futebol brasileiro, Gui deixa claro que, pelo menos por enquanto, o coração tem espaço para mais de um time. “Sim, é verdade (o que disse o pai). Mas agora sou metade Flamengo e metade Colorado. ‘Vamo, Inter!’”, brincou o garoto, que está levando o nome de Manaus para um dos maiores clubes do Brasil.

News ac1 c11005fb a54c 4884 8608 3c793bab9e30
Repórter de A CRÍTICA

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.