Publicidade
Esportes
Craque

Nacional anuncia Sinomar Naves como técnico e Aderbal Lana como diretor de Futebol para 2015

Dando continuidade à preparação da equipe profissional para o ano de 2015, quando participa de quatro competições importantes, o Leão da Vila Municipal apresenta Naves - campeão estadual este ano com a equipe -, para dar continuidade ao seu trabalho, e Aderbal Lana, multi-campeão do futebol amazonense como diretor de futebol  31/10/2014 às 19:27
Show 1
Dupla já trabalhou junta anterormente em Goiás, quando Sinomar ainda era jogador e Lana, o técnico
acritica.com Manaus (AM)

O Nacional fez a apresentação oficial de Sinomar Naves como técnico da equipe profissional e Aderbal Lana como o novo coordenador técnico de futebol do clube na tarde desta sexta-feira (31) na sede da diretoria, na rua São Luis, no bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul de Manaus.

O plano do Nacional é compor a comissão técnica de futebol com antecedência para que o clube já tenha pronta a equipe profissional que irá disputar quatro competições durante todo o ano de 2015.

Na presença do presidente Mário Cortês, diretor executivo de futebol Cláudio Silva, o diretor de Marketing Roberto Peggy e do diretor Manoel ‘Maneca’ do Carmo Chaves.

Continuidade do trabalho

“É um ano em que o Nacional estará participando de quatro competições importantíssimas: Copa Verde, Copa do Brasil, Campeonato Amazonense e a Série D. É um desafio muito grande, mas com a união da comissão técnica, diretoria mais e a torcida que está disposta a caminhar junto com o clube, esperamos fazer uma bela temporada”, disse Sinomar Naves.

“Os jogadores que vierem terão de ter comprometimento com o projeto do Nacional e vamos ter muita vontade de trabalhar. Estou feliz com minha volta, agora com um tempo maior de trabalho. Da primeira vez foi pouco mais de um mês neste ano, e agora estamos fazendo todo um planejamento”, continuou Naves.

Parceria

A idéia é manter Sinomar Naves como técnico da equipe e ter Aderbal Lana como coordenador para ajudar na descoberta de novos talentos e auxiliar o trabalho de Naves. Os dois já trabalharam juntos em Goiás, com Lana comandando Naves.

O experiente técnico do futebol amazonense afirma que a afinidade entre os dois foi fundamental para que ele aceitasse o trabalho, e que não está lá para ‘fazer sombra’ ao técnico.


“Existe muita maldade no nosso meio. Quero deixar claro que estou aqui para ajudar o Nacional. Aceitei porque ele é o treinador da equipe, se não tivesse esta afinidade com ele não aceitaria o trabalho. Quem contrata é o Sinomar e quem escala é o Sinomar. Quando ele estiver com problemas e precisar conversar, estarei à sua disposição”, afirmou Lana.

Carinho pela base

A escolha de Lana foi devido a sua história no clube. Além disso, a diretoria do Leão da Vila Municipal queria alguém com reputação ética, além de competente.

“Devido a todos estes escândalos denunciados pela imprensa de pedofilia nós buscamos alguém competente, sério e que seja identificado com o futebol amazonense. Aderbal Lana conquistou inúmeros títulos aqui e agora tem a missão de ser coordenador técnico de todo o futebol do Nacional”, comentou Maneca.

“Vamos ver se conseguimos formar dois ou três atletas nos próximos anos. E estamos falando dois ou três nomes de duzentos garotos da base. Não é fácil, pois o Nacional vai ter que começar um trabalho praticamente do zero”, disse Aderbal Lana.


“Não tínhamos nunca mais cuidado de nossa base, e isso criou um hiato grande de atletas revelados. Quando não se possui uma base forte nós precisamos contratar 100% de jogadores de um time profissional”, finalizou Maneca.


Publicidade
Publicidade