Sábado, 30 de Maio de 2020
Tudo ou nada

Nacional busca milagre e faz 'jogo do ano' contra o Genus neste domingo

Em situação complicada na Série D, o time amazonense precisa vencer e torcer por uma combinação de resultados para avançar



zCR0617-203_p01.jpg Jogadores do Leão da Vila admitem missão complicada mas acreditam na classificação. (Foto: Antônio Lima)
17/07/2016 às 10:12

Às 17h deste domingo (17), a bola rola por 90 minutos no gramado da Colina para o jogo mais importante do ano para o Nacional. Com a Série D como principal objetivo da temporada; o Leão da Vila se encontra em uma situação complicada, além de vencer o seu jogo, precisa de uma combinação de resultados para alcançar a próxima fase da competição nacional.

Apesar da situação ser complicada, o discurso dentro do time é de confiança. Um dos atletas mais confiantes é o meia Leandro Chaves, que conhece bem como é reverter um cenário negativo jogando em Manaus. Em 2006, jogando pelo Náutico contra o São Raimundo, Leandro lembra de uma partida, em Manaus, que ajudou na campanha de retomada do time pernambucano à primeira divisão do futebol brasileiro no ano seguinte. Retomada, assim como há 10 anos, é o que ele busca na partida de hoje. A fórmula para a nova conquista tem um elemento em comum: a esperança.
“Sabemos que é uma situação bastante complicada, na qual temos chances ainda e enquanto há chance nós temos que brigar pela oportunidade de poder passar de fase”, garantiu Leandro Chaves.

Apesar do otimismo, o time reconhece que existe pressão neste jogo. “Antes mesmo da pressão externa, nós já temos que nos sentir pressionados. Todos nós, antes de virmos para cá sabíamos dessa responsabilidade que iríamos ter”, finalizou o jogador.

Conta Complicada

Para avançar, o Nacional não depende apenas dos seus resultados. O time precisa vencer o Gênus, prestando atenção em, pelo menos, outros cinco jogos. 
Como na última rodada desta primeira fase todos os jogos acontecem simultaneamente, enquanto estiver em campo, o Leão da Vila precisa torcer contra Espirito Santo-ES, Villa Nova-MG, Novo Hamburgo-RS, Internacional-SC e Maringá-PR. Destes, pelo menos dois tem que perder em seus respectivos jogos para o Nacional avançar, caso realmente consiga a vitória contra o Gênus. Este é o caminho menos complicado, afinal o Naça teria mais pontos que estes adversários.

Caso nenhum destes perca, outros sete clubes também podem ser ultrapassados pelo Nacional. No caso deste outro grupo de times a concorrência  é um pouco mais complicada, o Nacional precisa vencer, torcer para que eles percam e ter saldo de gols melhor para que possa sonhar com a classificação.
 




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.