Domingo, 15 de Dezembro de 2019
BAREZÃO 2017

Nacional e Princesa do Solimões empatam em 0 a 0 na Arena da Amazônia

No sábado (29), o Naça enfrenta o Fast, novamente na Arena. E o Tubarão pega o Penarol, em Itacoatiara



NACIONAL0555.jpg (Foto: Antonio Lima)
25/04/2017 às 21:33

Nacional e Princesa do Solimões empataram em 0 a 0 nesta terça-feira (25), na Arena da Amazônia. A partida foi válida pelo returno do Campeonato Amazonense. No sábado (29), o Leão da Vila enfrenta o Fast, no clássico Pai e Filho, às 15h, novamente na Arena. No mesmo dia, o Tubarão joga contra o Penarol, no estádio Floro de Mendonça, às 16h, em Itacoatiara.

O jogo
Com as duas equipes marcando muito no meio campo, o jogo no primeiro tempo foi amarrado e sem emoções. Além da marcação, muitas faltas que resultaram em três cartões amarelos: Alexsandro e Jeferson Siqueira, do Nacional, e Cristiano Natal, do Princesa.                 



Chances de gol mesmo, foram do Nacional, principalmente em jogadas de bola parada. Aos 14 minutos, Vagner cobrou falta pelo lado direito, mas ela bateu na rede pelo lado de fora. Aos 42, Charles cobrou falta, Alexsandro, dentro da área, pegou de primeira, chutou, mas Luis Paulo fez bela defesa.

Aos 45, Charles novamente cobrou falta, mas a bola passou por cima do gol. A única chance com bola rolando foi aos 37 minutos quando Paulo Roberto que chutou cruzado para o gol. Luis Paulo rebateu para a área. No rebote, Hudson chutou, mas a zaga travou a bola e afastou o perigo.   

  

No segundo tempo, as melhores chances continuaram a favor do Nacional. Ainda no primeiro minuto, Paulo Roberto experimentou de fora da área, mas o chute passou ao lado da meta de Luis Paulo. Aos cinco minutos, bola enfiada para Hugo que recebeu na pequena área, mas o camisa 11 chutou em cima do arqueiro do Princesa.                                

O Tubarão teve boas chances aos 14 minutos quanto Weverton cobrou falta, mas Valverde defendeu. Quando Toró recebeu passe de Gelvane na área, mas sem ângulo, acabou ficando  fácil para o arqueiro do Maçã defender.                                 

A torcida do Nacional pedia Jefferson Araújo e foi logo atendida, mas quem quase abriu o placar foi Paulo Roberto que driblou um, entrou na área e chutou. A bola bateu na trave, passeou por cima da linha e saiu arrancando "uuuh" da torcida.   

Tentando vencer o jogo, Alberone colocou Enderson e o time do Princesa começou a ter mais a bola no campo de ataque, mas a lentidão das jogadas facilitava a vida dos defensores do Nacional. Aos 43, quando Weverton recebeu, mas prendeu muito a bola e acabou desarmado.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.