Publicidade
Esportes
PRIMEIRA DECISÃO

Nacional enfrenta o Galvez no jogo da volta da pré-Copa Verde no 1º jogo decisivo de 2017

m jogo válido pelo segundo confronto pré-Copa Verde, o Leão da Vila Municipal carrega a vantagem de ter empatado a primeira partida, fora de casa, em 1 a 1. Neste sábado (18), o time enfrenta o Galvez, do Acre 18/02/2017 às 10:27
Show 1196158
Foto: Winnetou Almeida
Valter Cardoso Manaus (AM)

O cenário é diferente dos anos anteriores, acostumado a disputar a Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro Série D, o Nacional não foi bem no ano passado e acabou tendo que se contentar com um calendário muito mais modesto para a temporada 2017. Neste sábado (18), o time enfrenta a sua primeira decisão, contra o Galvez, do Acre.

Em jogo válido pelo segundo confronto pré-Copa Verde, o Leão da Vila Municipal carrega a vantagem de ter empatado a primeira partida, fora de casa, em 1 a 1. Com isso, o time entra em campo podendo até empatar por 0 a 0 que avançará na competição. Mas a vantagem não acomoda o time.

“A única vantagem desse gol fora foi a gente não ter perdido. A gente sabe que o empate de 0 a 0 nos classifica, mas isso nem passa pela nossa cabeça. A gente quer, o mais rápido possível, fazer o gol para ficar tranquilo no jogo”, analisou o atacante Jefferson, autor do gol do empate do Nacional, no Acre. 

Três semanas após o primeiro confronto, o Nacional não apresentou novos jogadores para a decisão, mesmo assim teve uma grande mudança neste intervalo. Aderbal Lana pediu demissão do time para assinar com o rival Rio Negro e o cargo de treinador acabou sendo ocupado pelo experiente Arthur Bernardes. 

Apresentado na semana passada, o treinador só iniciou os trabalhos com o elenco nesta semana, dias antes do confronto de volta contra o Galvez. Mas o discurso dentro do vestiário é de que a mudança não vai enfraquecer o time. “A gente que tá no futebol tem que estar acostumado com essas coisas e se virar o mais rápido possível à metodologia de todos os treinadores que a gente possa vir a trabalhar. O professor Arthur é uma pessoa diferente do professor Lana, mas tem uma metodologia de trabalho muito boa e tá conseguindo emplementar. Acho que a gente deu uma evoluída no que ele tá pedindo durante essa semana”, explicou Jefferson.

O estreante

Estreante, o técnico Arthur Bernardes reconheceu o peso de assumir o time às vésperas da decisão, mas se mantém confiante no resultado positivo. “Eu sou debutante aqui no norte do País. É uma responsabilidade muito grande porque eu cheguei não tem nem uma semana e a gente já entrar numa decisão é um pouco complicado porém a gente sabe que nós temos uma certa experiência no futebol para poder tentar fazer um bom trabalho já reconhecendo que o adversário tem muitas virtudes”, pontuou o técnico do Nacional.

Futuro

O time que avançar no confronto segue na disputa da Copa Verde e enfrentará o Paysandu, em dois jogos, no mês de março.

Valter Cardoso - Repórter

"Deveria ser cedo demais para dizer que este já é o jogo mais importante da temporada do Nacional, mas este já é. O Leão da Vila ainda dá os primeiros passos de um novo trabalho. Não somente de jogadores e comissão técnica, como da própria diretoria. Com uma política econômica um pouco diferente do que o torcedor do Nacional se acostumou a ver nos últimos anos, os nacionalinos parecem ter dado um voto de confiança aos novos mandatários neste primeiro momento. Uma eliminação precoce, porém, colocaria todo o trabalho feito até o momento em cheque. Apesar da Copa Verde estar enfraquecida nesta temporada, após perder a possibilidade de encaminhar o campeão para a Copa Sul-Americana, uma eliminação precoce já pode fazer com que torcida inicie uma pressão precoce sobre o time e a diretoria. A boa notícia é que o Nacional tem sim time para avançar e continuar nas duas caminhadas: a de conquistar a Copa Verde e a de conquistar o seu torcedor de volta."

Ficha técnica

Nacional: Pablo; Tiago Bastos, Victor Pereira, Jeferson Siqueira e Jefferson Teles, Iuri, Alan Bahia e Bruno Potiguar; Branco, Jack Chan e Jefferson
Galvez: Máximo; Layo, Rafael, Jô e Tiaguinho; Kinho, Renato, Ciel e Willian Kremer; Lucas e Ferrari. Técnico: Pablo Simões
Estádio: Gilberto Mestrinho Motivo: Pré-Copa Verde  Árbitro: Wasley Leão (PA) Horário: 15h30

Publicidade
Publicidade