Quinta-feira, 27 de Fevereiro de 2020
REVÉS

Nacional estreia com derrota na Copa São Paulo de Futebol Júnior

O representante do AM foi derrotado pelo Paraná Clube por 4 a 1. Os gols foram marcados pelo Ruan, Lucas Sene, Vitão e Kriguer. Denílso descontou para o Leão da Vila Municipal



02651787-e0a0-498b-b296-601ad479c79b_F67CB0E2-4923-4BE7-9504-BC4FD43D292C.jpg Foto: Divulgação/João Normando
03/01/2020 às 21:16

O Nacional FC estreou nesta sexta-feira (3), na Copa São Paulo de Futebol Júnior 2020, diante o Paraná Clube, em Rio Claro-SP. O representante do Amazonas foi derrotado pelo o Tricolor de Curitiba por 4 a 1. Os gols foram marcados pelo Ruan, Lucas Sene, Vitão e Kriguer. Denílso descontou para o Leão da Vila Municipal. 

O jogo



Inicio do primeiro tempo, a bola ficou concentrada no meio de campo, as equipes apenas se estudando.

Após lançamento da lateral, João Bruno do Naça, salvou a bola na cara do gol, o zagueiro, tirou a bola em cima da linha, evitando o primeiro gol da partida. O Paraná continuou pressionando, tentou batendo direto, mas o time azulino estava atento e jogou para longe.

A pressão vinha de toda a parte, Leonardo do Tricolor de Curitiba mandou de fora da área e chutou no travessão, trazendo perigo para a área do Leão novamente.

O Leão da Vila Municipal ficou só segurando na forte marcação, enquanto, o Paraná começou a investir mais no ataque.

O goleiro Victor do time azulino, fez uma bela defesa, saiu em cima, ficou caído no chão e Cleber, conseguiu salvar a bola em cima da linha. O time do Paraná começou a arriscar mais de longa distância e a zaga do Naça tentava segurar.

O Paraná investia no toque de bola e o Naça respondia no contra-ataque, Ruan do Paraná, cara a cara, pressionou, finalizou, mas a bola saiu raspando a trave.

Aquele velho ditado no futebol:” quem não faz leva”, pois é! Kriguer roubou a bola, sobrou para Ruan do Paraná que ficou na cara do gol e aos 37 minutos, ficou livre, pegou de primeira e bateu forte abrindo o placar no Estádio Benito Castelani.

O time amazonense estava tímido em campo, a única chance de perigo, foi aos 47 minutos, Cleberson pega a sobra no meio campo e arrisca de longe, a bola foi no travessão.

Na volta do intervalo, Vinicius Gyan que entrou nesse segundo tempo, recupera a bola no meio, toca para Emerson que chuta pra fora e desperdiça uma chance clara de gol.

Pênalti para o Paraná, Lucas Sene cobrou com sucesso e deixou o dele.

Vinicius deixa Emerson na cara do gol, mas o goleiro do Paraná sai do gol e evita o gol nacionalino. O Naça se expos mais nesse inicio de segundo tempo. Vinícius novamente arrisca da entrada da área, mas bate na trave.

Depois que o camisa 10 Vinícius entrou no jogo o meio de campo do Nacional melhorou bastante e deu uma nova cara ao time amazonense.

O técnico Ribamar mexe no plantel e entra Heitor logo fazendo ‘fumaça’, na primeira posse de bola, ele carregou para pequena área, driblou a marcação, deixou na cara do gol, mas Vinícius não conseguiu fazer o giro.

O Paraná continuava no ritmo, em uma bola parada, ela foi lançada na pequena área e aos 40 minutos, Vitão de cabeça marcou o terceiro e, em seguida, Kriguer fez o quarto.

Para lavar a honra, aos 47, Heitor cobrou falta, jogou rasteiro, Denílso pegou de primeira e fez o único gol do Mais Querido.  Fim de jogo: Paraná 4 x 1 Nacional

Repórter

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.