Publicidade
Esportes
EM PAZ

Nacional prega foco total no campeonato em meio a polêmica perda de pontos

Punição imposta pelo Tribunal de Justiça Desportiva, que tiraria 20 pontos da equipe, não muda rotina do Nacional 11/05/2017 às 05:00
Show zcr0711 02 p01
União do time foi destacada pelos jogadores, que evitam pensar no rebaixamento por conta de punição do TJD-AM. (Foto: Antônio Lima)
Valter Cardoso Manaus-AM

O Nacional divide suas atenções em duas frentes no Campeonato Amazonense: Dentro e fora de campo.
Nesta quarta-feira (10), o time ingressou com recurso após ser punido pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Amazonas após sofrer punição de perda de 20 pontos por escalação irregular de jogadores. Ao mesmo tempo, o time fazia trabalho físico dentro da academia, na sede do clube, buscando se preparar para  a sequência do campeonato.
“Ninguém está preocupado com a perda da pontuação porque nós sabemos que não vai acontecer nada. Nossos advogados já estiveram discutindo esse assunto no TJD e não houve nenhuma lesão ao regulamento então eu acho que este é um problema que não nos afeta.  O que nós estamos preocupados mesmo, o nosso foco, é o campeonato, essa parte final agora e fazer um bom trabalho para que a gente possa ser coroado com uma final e depois tentar o título, que é o que todo mundo tá querendo”, garantiu o treinador do Nacional, Arthur Bernardes.

O comandante do Leão da Vila também elogiou a postura da equipe após momento de oscilação dentro do Barezão, que renderam críticas do torcedor do time. “Nós perdemos dois jogos consecutivos por conta de uma viagem que foi um tanto difícil, o jogo foi complicado porque era um campo muito pesado, uma série de circunstâncias atípicas. Isso ligou um jogo no outro, nós perdemos duas partidas, o outro adversário foi melhor também. Esse grupo está fazendo coisas acima da média. Haja vista que nossa equipe ficou liderando o Campeonato praticamente todo. Acho que isso aqui ratifica o que estamos fazendo no dia a dia. Nós mantemos o grupo unido, focado e todo mundo se entendendo e interagindo com a mesma idéia e também trazendo novas ideias de trabalho”, finalizou Bernardes. 

Para quem veste as chuteiras, dentro de campo o fator jurídico pesa menos ainda. Capitão da equipe, Peter fez questão de destacar a confiança do time na extinção da pena e criticou a pena aplicada. “Não pesa em campo, pelo contrário, motiva mais a nossa equipe. Só pensamos no futebol dentro de campo, extra-campo a nossa diretoria, com o nosso jurídico vão resolver da melhor forma possível. O Campeonato Amazonense cresceu neste ano, você pode ver o nível dos times, e não pode o Campeonato ser definido fora de campo”, finalizou o lateral do Nacional. 

Mudança na tabela oficial
Dois dias após o julgamento e punição aplicada pelo TJD a Nacional e Rio Negro pela escalação irregular de jogadores, a Federação Amazonense de Futebol atualizou a tabela oficial de classificação, disponível no site da entidade. “A punição está valendo porque foi julgada, foram tirados os pontos. Saiu o acórdão hoje (quarta-feira), eu recebi e tem que cumprir a decisão da comissão”, explicou Ivan Guimarães, diretor de competições da FAF, que também explicou que a tabela pode voltar a ser alterada conforme o andamento do processo. “Isso tem recurso. Nacional e Rio Negro recorreram da decisão, então na terça-feira (16) o pleno vai julgar novamente. Se o pleno considerar que os jogadores  estão em situação regular a pontuação volta normal e nós recolocamos”, finalizou ele.  

Nacional e Rio Negro foram punidos, na última segunda-feira, na 2ª Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva do Amazonas com a perda de pontos por eventuais escalação de jogadores no Campeonato Amazonense. O Leão da Vila perdeu 20 pontos e o Galo 7. Com a aplicação da punição, atualmente o Nacional ocuparia a sétima posição do campeonato e estaria rebaixado par a segunda divisão.  Já o Rio Negro estaria uma posição acima, mas ainda com possibilidades de entrar no G4 da competição. 

Com a classificação atual, os times que avançariam para as semifinais seriam Princesa do Solimões, Fast Clube, Manaus e Penarol.

Publicidade
Publicidade