Quarta-feira, 24 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Craque

Nacional vence Fast e dispara na liderança do Campeonato Amazonense

No chamado clássico "Pai e Filho", o Nacional usou a inteligência e não deixou o Fast vencer a partida. O gol da vitória nacionalina foi marcado por Hyantony


05/04/2015 às 21:57

O Nacional manteve sua invencibilidade, isolando-se ainda mais na liderança do Campeonato Amazonense, com 21 pontos. No clássico “Pai e Filho”, na tarde deste domingo (5), o Leão derrotou o Fast por 1 a 0, no Estádio Ismael Benigno, Zona Oeste de Manaus. Em um jogo decidido em um único lance, Hyantony foi o autor do gol que deu a vitória ao Leão da Vila Municipal. Com o resultado, o Fast fica na terceira colocação.

O jogo começou com o Fast tocando bola no meio do campo, mas o Nacional tratou de parar o “tik taka” fastiano e apertou a marcação. A partir daí, o time do técnico Ney Júnior encontrou dificuldades para pôr em prática o seu jogo. O Nacional tentava estudar o adversário e pouco criou. Tanto que a primeira chance nacionalina veio aos 15 minutos com uma jogada individual de Bruno Potiguar, que na entrada cruzou para Hyantony finalizar mal.

O Fast tentou responder com uma jogada com Michell Parintins chegando próximo a área.  Após driblar a zaga nacionalina ele tocou para Rosembrick chutar fraco. Aos 35 minutos do primeiro tempo, Aderbal Lana tirou Leonardo e colocou Thiago Marin para fortalecer o meio de campo nacionalino.

No segundo tempo, o Nacional voltou para o jogo fechado. Na maior parte do segundo tempo, o Leão tinha seus 11 jogadores no campo de defesa. Com o Nacional compactado, o Fast tentava furar o bloqueio azul.

O Rolo Compressor tentava se aproveitar dos lances de bola parada, mas as chances paravam nas mãos do goleiro Rodrigo Ramos. Aos 11 minutos, em jogada de Thiago Marin pela esquerda, tocou para João Rodrigo cruzar para Bruno Potiguar cabecear para Hyantony mandar para o fundo da rede.

Dois minutos depois o Fast tentou tentou responder  com Embuá mandando a bola na entrada da área para William Kramer girar e chutar para a defesa de Rodrigo Ramos. No rebote, Charles chutou para nova defesa do goleiro nacionalino. No lance, o arqueiro sentiu o ombro e passou a jogar no sacrifício, já que o Nacional havia queimado as três substituições.

 E mesmo com dores no ombro, Ramos conseguiu garantir a vitória do Nacional. Em outros lances, a trave ajudou, como no lance em que Embuá desceu pela esquerda, deu o passe para Kramer tocar de calcanhar para o chute de Charles raspar a trave. Apesar das investidas do Rolo Compressor, o Nacional manteve-se fechado e assegurou a vitória.

Com a vitória, o Nacional dispara na liderança do Campeonato Amazonense chegando aos 21 pontos sete pontos de vantagem sobre o segundo colocado, Penarol. E é o vice líder, que será o seu adversário na quarta-feira, em jogo atrasado da sexta rodada. A partida será na quarta-feira, no estádio Floro de Mendonça, em Itacoatiara. O Fast tenta se recuperar no campeonato contra o Rio Negro, no sábado, às 15h30, no estádio da Colina.

publicidade

Inteligência

Após a partida, o treinador Aderbal Lana disse que a vitória do Nacional foi conquistada na inteligência. Mesmo com os desfalques de Lídio, Wanderley e Robinho, o Nacional soube se postar em camp.

“Nós perdemos o Lídio, perdemos o Robinho. Então hoje nós procuramos trabalhar mais com a inteligência do que com a própria condição da equipe dentro de campo. Não inteligência minha, mas dos jogadores, que souberam deixar o Fast correr e ganharam o jogo. O Fast correu, correu, correu. Ganhamos o jogo”, explicou.

Além da inteligência, outro fator que foi fundamental  foi a união da equipe. “A vontade dos jogadores (foi fundamental para vencer a partida), a união, apesar das criticas, mas critica é de torcedor. A gente tem que admitir que elas são bem vindas até um determinado momento. Entra por uma orelha e sai pela outra o que não presta. O que presta fica aqui dentro. Tem muita crítica construtiva. Então nós estamos aproveitando o que constrói e estamos levando para dentro do campo”.

Ficha Técnica

Fast: Zé Carlos, Jamesson, Ediglê(Valney), Márcio Abrahão, Rondineli, Rodrigo Ítalo (Embuá), Dinamite, Michell Parintins, William Kramer, Rosembrick (Felipe), Charles. Tc: Ney Jr

Nacional: Rodrigo Ramos, Peter, Maurício, Andrezinho (João Rodrigo), Denis, Kelvim, Felipe Manoel, Fininho (Raílson), Hyantony, Bruno Potiguar, Leonardo (Thiago Marin)

Estádio: Ismael Benigno Espectadores: 441 Árbitro:  Wender Cardoso


publicidade
publicidade
Puxado pela construção civil, AM registra saldo positivo de empregos em março
Polícia Civil cumpre mandados de prisão em bairros de Manaus durante operação
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.