Terça-feira, 18 de Maio de 2021
FUTEBOL

Nacional vence Manaus por 1 a 0 e quebra invencibilidade de mais de 2 anos do adversário

Com gol de zagueiro Cleberson Varane no fim do primeiro tempo, Leão da Vila Municipal volta a vencer após golear Iranduba na 2ª rodada do Barezão



172150248_10225819917349153_1118577783416383040_n_84012C54-1289-4687-968F-045EB1FD8E7E.jpg Foto: Arlesson Sicsú
11/04/2021 às 18:34

Foi com muita emoção do início ao fim, que o Nacional bateu o Manaus por 1 a 0, na tarde deste domingo (11), no estádio Carlos Zamith, pela 8ª rodada do Campeonato Amazonense. O gol de Cleberson Varane no apagar das luzes do primeiro tempo deu fim a uma escrita de 777 dias da equipe esmeraldina sem derrotas no Barezão. A última havia sido no dia 24 de fevereiro de 2019, quando na ocasião, o Princesa bateu o Manaus por 2 a 1, em Manacapuru, na estreia do técnico Welington Fajardo.

O resultado também trouxe o Leão da Vila Municipal ao caminho das vitórias, algo que não acontecia desde a 2ª rodada, na goleada por 7 a 0 sobre o Iranduba. Neste momento o Nacional chegou aos 11 pontos, empatando com o Clipper, mas tendo vantagem no saldo de gols. Para concluir a sua caminhada na primeira fase, a equipe do técnico Alan George enfrentará o JC, na próxima quarta-feira (14), às 15h30, no estádio Carlos Zamith, pela 9ª rodada do Barezão.



Já o Manaus começou a sua maratona de jogos atrasados pelo Estadual com a pé esquerdo. Ainda na liderança do certame com 15 pontos, agora o Gavião do Norte voltará suas atenções para está quarta-feira (14), às 20h35, quando irá enfrentar o Iranduba, pela 4ª rodada atrasada do Amazonense. A partida acontecerá na Arena da Amazônia e terá transmissão ao vivo daTV A Crítica.

Primeiro tempo

Valorizando a posse de bola e rondando a área do Nacional, o Manaus chegou ao ataque pela primeira vez aos 5 minutos, quando após muita troca de passes, Diego Rosa tocou para o centro do campo, Vinicius Barba arriscou do meio da rua, mas a bola saiu por cima da meta de Adrian. Aos 11, de novo pelo lado esquerdo, a jogada se construiu para o meio-campo, Gabriel Davis tentou arriscar de longe e obrigou Adrian a pular para realizar uma grande defesa.

Logo em seguida, tentando impor uma blitz e investindo nos chutes de fora da área, desta vez foi o meia-atacante Douglas Lima que arrematou com força, a bola veio rasteira, mas o arqueiro do Leão da Vila estava atento e espalmou para a lateral. Sem conseguir criar jogadas para ter uma oportunidade de gol dentro da área, o Manaus teve dificuldades com a linha de cinca formada pelo técnico Alan George.

Aos 24, em um dos raros momentos em que a equipe esmeraldina conseguiu explorar o seu centroavante dentro da grande área azulina, Douglas Lima recebeu no lado direito do ataque, cruzou no centro da área, mas Vanilson testou para fora. Aos 27, Gabriel Davis pelo lado esquerdo, puxou para o centro, calibrou o chute com a perna direita de fora da área, mas o goleiro Adrian, bem atento, pegou em dois tempos. Após a parada a técnica, o Gavião ainda teve uma chance na bola parada aos 35. Em cobrança de falta, Assis bateu colocadinho com a perna esquerda, a bola passou perto do lado esquerdo do goleiro Adrian, mas a bola foi pela linha de fundo.

Três minutos depois, Diego Rosa recebeu passe longo pela esquerda, o atacante tocou para a Assis na entrada da área, que chutou forte, mas Adrian operou outra boa defesa. A primeira chegada de mais perigo do Nacional aconteceu apenas aos 42, Vitinho roubou a bola de Douglas Lima no meio-campo, tocou em profundidade para Lucas Gadelha que, invadiu a área, mas na hora de tentar a primeira finalização do Nacional na partida, o centroavante do Leão acabou arriscando um passe para o meio da área e desperdiçou a oportunidade para o Naça.

E o Nacional que suportou durante todo o primeiro tempo as invertidas do Manaus, quando teve a chance de fazer o goleiro Rafael Pitanga trabalhar, chegou ao gol. Aos 48, Romão cobrou escanteio pelo lado direito, a bola foi para a pequena área e Cleberson Varane, subiu no terceiro andar para meter a cabeça e balançar as redes do Gavião.

Segundo tempo

Voltando do intervalo com o mesmo ímpeto dos primeiros 45 minutos, o Manaus continuou tentando martelar pelo primeiro gol. Aos 5, Gabriel Davis rolou para Vinicius Barba, que de fora da área, chutou com força, mas a bola saiu à direita de Adrian. Aos 8, Guilherme Amorim tocou para Erivelton no lado direito do ataque, o meia cruzou para a grande área e Diego Rosa escorou sem direção por cima do gol.

Para dar mais emoção ao jogo, uma sequência de situações inusitadas a partir dos 11. De novo investindo pelo lado direito, Erivelton cruzou rasteiro para Vanilson, que desviou com força, mas Adrian realizou a defesa a queima roupa, operando um verdadeiro milagre. Só que na sequência da jogada, a bola subiu dentro da grande área e, quando Gabriel Davis ia desviar de cabeça, Roberto chegou fazendo a carga nas costas do meia do Gavião e o árbitro Edmar Campos da Encarnação viu pênalti na jogada.

Com a chance de abrir o placar na cobrança, Vanilson bateu no canto esquerdo de Adrian, até conseguiu deslocar o goleirão, mas a bola foi na trave. Após desperdiçar a penalidade, o Gavião chegou em cobrança de falta pelo lado esquerdo do ataque. Assis colocou na cabeça de Márcio Passos na grande área, mas o volante que, está atuando como zagueiro, testou por cima de Adrian.

Com o relógio marcando 20 minutos, Douglas Lima cobrou escanteio da direita, a bola foi pingar no segundo pau para Diego Rosa, sem marcação, mas o atacante cabeceou sem direção. Aos 23, De novo na bola parada, Gabriel Davis cruzou na cabeça de Assis, que cabeceou para dentro da área e quase Jack Chan conseguiu pegar no segundo pau no lado esquerdo da defesa do Naça. Na resposta, aos 24, a primeira chegada do Leão da Vila Municipal. Luis Fernando saiu jogando errado, Lucas Gadelha pegou o doce dentro da área, chutou na perna direita, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora.

Na parte final da partida, o Manaus ganhou uma série de escanteios, tanto pelo lado esquerdo como no direito, mas a defesa do Nacional, bem atenta, tratou de afastar todas as investidas do ataque do Gavião do Norte e garantiu os três pontos na tabela.

Ficha Técnica

Nacional 1 x 0 Manaus (8ª rodada do Barezão)

Local: Carlos Zamith

Data: 11 de abril de 2021, domingo

Horário: 15h30

Árbitro: Edmar Campos da Encarnação

Gols: Varane (48’, 1ºT) - (NFC)

Cartões amarelos: Anderson Bandeira - (NFC)

Cartão vermelho:

Nacional: Adrian; Marcelo, Henrique, Cleberson Varane e Romão; Anderson Bandeira, Fabiano (Bruno) e Roberto (Gabriel Manga); Leozinho (Guto), Vitinho (Alan Patrick) e Lucas Gadelha

Técnico: Alan George

Manaus: Rafael; Guilherme Amorim, Márcio Passos, Luis Fernando e Assis (Edvan); Vinicius Barba, Gabriel Davis e Erivelton (Gilson Alves); Douglas Lima, Diego Rosa e Vanilson (Jack Chan)

Técnico: Luizinho Lopes

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.