Publicidade
Esportes
Barezão 2016

Nacional vence o São Raimundo e segue na briga pela liderança do Amazonense

O Leão da Vila fez 2 a 0 no Tufão, neste domingo (9), na Colina, e chegou aos 23 pontos no Barezão Centenário 09/10/2016 às 19:06 - Atualizado em 09/10/2016 às 21:27
Show tuf o0333
A derrota do Tufão força a equipe do técnico Alberone a vencer o Rio Negro na próxima quarta-feira  (12). Foto: Márcio Silva
Denir Simplicio Manaus

Em jogo morno no primeiro tempo, mas quente na segunda etapa, o Nacional venceu o São Raimundo por 2 a 0,  na tarde deste domingo  (9), na Colina,  e chegou aos 23 pontos no Barezão Centenário. Com gols de Careca e Charles, o Leão continua na briga pela liderança do Campeonato Amazonense 2016. A derrota do Tufão força a equipe do técnico Alberone a vencer o Rio Negro na próxima quarta-feira  (12) se ainda quiser conquistar a quarta e última vaga da primeira fase do Estadual 2017.                        

O "Clássico Celeste"

O jogo mal começou e o Nacional pulou a frente do placar.  Aos 2minutos,  o centroavante Careca recebeu na quina da grande área do São Raimundo e chutou cruzado.  A bola bateu na trave esquerda de Darlan e morreu mansinha no fundo do gol:  Leão 1,  Tufão 0.                        

Aos 14min,  a defesa do Naça dá bobeira e Marinho rouba a bola,  mas erra o passe pra gol certo de Marcelinho Araxá. Somente dez minutos depois o jogo volta a ter um pouco de emoção.  O meia João do São Raimundo faz boa jogada pelo meio,  mas chuta fraco nas mãos do goleiro Raphael. Na sequência,  Darlan é quem trabalha pelo lado do Tufão em falta cobrada pela lado direito do ataque nacionalino.                        

Aos 30min, Kramer solta a bomba em cobrança de falta e obriga Raphael a fazer boa defesa. Aos 34min, confusão na cozinha do Leão e a bola sobra livre pro lateral-direito Franco, que chuta forte, mas a zaga do Nacional desvia pra escanteio.                        

Se não é Darlan.  Aos 38 minutos, Januário é lançado na ponta esquerda do ataque do Nacional e o goleiro do Tufão é obrigado a salvar com os pés. Aos 40min, o Tufão resolve soprar forte na área do Nacional. João cruza rasteiro para Marinho, mas antes do camisa 9 do Mundico completar a gol, a zaga do Leão salva.                        

Aos 44min, confusão em campo. Careca atinge o goleiro Darlan após o camisa 1 do Tufão dominar a bola. A arbitragem não pensou duas vezes e expulsou o autor do gol nacionalino. O jogo fica paralisado por 5 minutos e após bate-boca entre arbitragem e jogadores de Nacional e São Raimundo só deu tempo de encerrar o primeiro período de jogo. 

Segundo tempo

O segundo tempo começou com o técnico Álvaro Migueis mudando o Nacional.  Saíram Leandro e Nego para dar lugar a Hércules e Charles,  respectivamente. Aos 9 minutos da segunda etapa,  o Tufão chega pela primeira vez com perigo ao gol nacionalino com João, que quase encontra Marinho livre na pequena área.                        

Aos 13min,  a melhor chance do Mundico no jogo.  João faz bela jogada pelo meio e rola para Kremer que chuta para bela defesa de Raphael,  no rebote o mesmo Kremer chuta nas mãos do camisa 1 do Nacional.                  

Leão feroz

Aos 24min,  Álvaro Migueis resolve investir de vez nos contra-ataques e troca Jefferson pelo menino Hayllan. A mexida do comandante do Leão surtiu efeito três minutos depois.  Charles puxou o contra-ataque passou por dois marcadores do Tufão e rolou pra Hayllan, que foi derrubado na área. A arbitragem marcou pênalti e aos 28minutos Charles cobrou e fez 2 a 0 Leão pra cima do Tufão.                        

Aos 35min,  Marinelson faz um estrago na zaga do Nacional,  mas esbarrou na bela defesa de Raphael. Mesmo após tomar o segundo gol,  O São Raimundo não desistiu do ataque.  Aos 39min,  Kremer cobrou falta na área do Nacional e o zagueiro Fabio Gomes cabeceou pra fora.                         

No fim,  não deu mesmo para o Tufão que acabou perdendo boa chance de adiantar a classificação a semifinal do Barezão Centenário.

Publicidade
Publicidade