Sábado, 24 de Agosto de 2019
Craque

Nacional vence Rio Negro no clássico centenário de abertura do Estadual

Acompanhado por mais de seis mil torcedores, o Leão venceu o Galo por 2 a 0 no primeiro clássico que marcou os 100 anos das equipes



1.jpg Jogadores comemoram o gol da primeira vitória de 2013
18/02/2013 às 14:35

O clássico Rio-Nal, que abriu o Campeonato Amazonense 2013, mostrou uma boa disputa entre os times centenários. A partida que levou mais de seis mil torcedores ao estádio do Sesi, neste sábado (16), mostrou um Rio Negro valente e um Nacional que sabe aproveitar os erros adversários e concluir as oportunidades  em gols. O Leão venceu a partida, por 2 a 0, com gols de Felipe e Charles.

O jogo

O Nacional começou o clássico com mais disposição e pressionando o Rio Negro. Aos 12 minutos, o atacante Leonardo recebeu a bola na grande área e sem marcação mandou em cima do goleiro do Rio Negro, Nelsinho. No rebote, o meia Felipe chutou para fora, deixando a torcida azulina animada.

Dois minutos depois, o Rio Negro atacou pela primeira vez. O meia Paca invadiu a grande área pela direita e assustou os torcedores do Nacional com um chute forte que percorreu toda a pequena área.

Mais disposto, o Rio Negro voltou a atacar. Aos 20 minutos, Maranhão se livrou da marcação invadiu a grande área e chutou forte. O goleiro Carlos Luna salvou o Nacional espalmando a bola pra fora.

Com a torcida rionegrina apoiando o time, aos 25 minutos, Fernando surpreendeu a marcação nacionalina. O atacante mandou forte a bola de fora da área, acertando a rede do lado de fora.

O Nacional voltou a acordar no jogo, porém o ataque não mandava a bola para o gol. Somente aos 40, o meia Felipe deu trabalho ao goleiro do Rio Negro. Ao receber uma bola na grande área, o jogador chutou sutilmente no canto superior direito, obrigando o goleiro Nelsinho a defender com a ponta dos dedos.

No segundo tempo, o Nacional voltou assim como terminou o primeiro tempo: pressionando. Mas a zaga do galo não permitia a equipe adversária chegar ao gol.

Aos 16, depois de pressionar, o atacante Bruno Sabino saiu da marcação rionegrina e chutou forte, da pequena área, em cima do goleiro que espalmou pra fora.

Somente se defendendo, o Rio Negro começou a dar espaço e, aos 22 minutos, após cobrança de escanteio, Felipe deslocou a marcação e mandou de cabeça para o fundo do gol, 1 a 0.

Procurando dar mais velocidade e força ao ataque, aos 26 minutos, o técnico Vilson Tadei tirou o volante Miltinho e colocou o atacante Charles. 10 minutos depois de sair do banco, o atacante não desperdiçou a chance de marcar o segundo. Após receber lançamento, e a zaga parar pedindo impedimento, Charles mandou a bola para o fundo do gol, finalizando o marcador, 2 a 0.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.