Publicidade
Esportes
Craque

'Não deu pra esperar': herói do Nacional no Barezão, Rodrigo Ramos assina com Moto Club-MA

Arqueiro campeão amazonense com o Leão da Vila Municipal assinou contrato com o "Papão do Norte", maior rival do Sampaio Correa, no Maranhão. Ex-camisa 1 do Naça agradeceu a torcida azulina e deixou as portas abertas para o futuro 05/11/2015 às 14:40
Show 1
Ramos fechou com o Moto Club, do Maranhão.
Denir Simplício Manaus (AM)

O herói do título do Barezão 2016 com o Nacional Futebol Clube está de casa nova. O goleiro Rodrigo Ramos cansou de esperar uma posição da diretoria do Naça quanto a seu retorno à Vila Municipal e assinou contrato com o Moto Club-MA nesta quinta-feira (5). O ex-camisa 1 do Leão agradeceu o apoio da torcida nacionalina e afirmou que pode voltar a vestir a camisa do clube um dia.

RR1, como ficou conhecido o goleiro nacionalino, fechou acordo com o arquirrival do Sampaio Correa – clube pelo qual atuou por mais de 300 vezes – até o fim do Estadual do Maranhão. Rodrigo confirmou que o vínculo com o Moto pode se estender até o fim de 2016.

Ramos, que defendeu o gol do Nacional no Amazonense, Copa Verde, Copa do Brasil e Brasileirão da Série D, agradeceu todo o apoio que recebeu da torcida do Leão no período em que vestiu as cores do Naça, e explicou que não pode mais aguardar por um possível contato dos dirigentes do Nacional.

“Quero agradecer a torcida do Nacional por esses dez meses que passei no clube. Infelizmente, não deu pra esperar o contato da diretoria (Nacional), que eu nem sei se aconteceria um dia. Mas futebol é muito dinâmico e como apareceu essa proposta aqui do Moto Clube eu resolvi aceitar”, disse RR1.


“Mesmo sem continuar no Nacional, quero agradecer demais a torcida e ao presidente Mario Cortez, e ao seu filho, Junior Cortez, que foram as pessoas que sempre me apoiaram e sempre estiveram comigo”, enfatizou o ex-goleiro do Nacional.

Paredão lamenta

Conhecido como um clube que sofre muitas pressões extra-campo, Rodrigo Ramos lamentou o não cumprimento da promessa de alguns membros da diretoria nacionalina pelo seu retorno ao clube. Mesmo sem querer entrar em detalhes, o “Paredão” comentou o assunto, desejou sorte ao Nacional e deu a entender que gostaria de voltar a jogar no Leão em outra oportunidade.

“Lamento que algumas pessoas aí da diretoria me prometeram algumas coisas em relação a volta, que acabou não acontecendo. Mas, vida que segue. Quero desejar boa sorte ao Nacional e espero ver esse clube num lugar mais alto... e quem sabe um dia, a gente possa voltar”, finalizou Rodrigo Ramos.

Publicidade
Publicidade