Publicidade
Esportes
Craque

Não é brinquedo, não! Futebol de Mesa volta a crescer no Amazonas com organização de torneios

De brinquedo na infância o antigo futebol de botão vem ganhando cada vez mais adeptos e é desde anos 1980, esporte de alto rendimento. No Amazonas, a AMFM tenta resgatar a paixão pelo Futebol de Mesa no Estado  27/11/2015 às 22:44
Show 1
Futebol de Mesa volta a crescer no Estado.
Denir Simplício Manaus (AM)

A paixão pelo futebol transcende barreiras, isso todos sabemos. E quem nunca fez da brincadeira com a bola de futebol uma competição um dia? No Futebol de Mesa acontece o mesmo. Do antigo futebol de botão, a modalidade evoluiu de tal maneira que se transformou em esporte de alto rendimento reconhecido pelo Ministério dos Esportes. E o Amazonas caminha a passos largos para voltar a se tornar um dos grandes do Futmesa (como também é conhecido) no Brasil.

A Associação Manauara de Futebol de Mesa (AMFM) vem procurando difundir cada vez mais o esporte na capital. Neste final de semana a entidade promove duas competições que movimentam os adeptos desse esporte que deixou de ser uma brincadeira há muito tempo para se tornar uma febre entre os botonistas locais.


Cada vez mais organizada, a AMFM ganhou há três semanas um Centro Treinamento exclusivo para seus associados. O Centro Social Urbano (CSU) do Parque Dez cedeu uma sala para a Associação guardar seus equipamentos e transformou uma área do Centro em local de treinos dos atletas. “Nós estamos na terceira semana aqui no CSU e nós estamos com um projeto com o CSU pra fazer a escolinha tanto pra crianças de dez anos, assim como adultos que queiram iniciar no Futebol de Mesa, até o pessoal da terceira idade, que queira participar”, disse Cléber Farias, 33, diretor técnico da Associação Manauara de Futebol de Mesa

Evolução em casa

O Futebol de Botão amazonense teve seus dias de glória no anos 1980, quando uma equipe baré chegou a vencer o Brasileiro por equipes. Na época existiam várias federações da modalidade que acabaram se extinguindo com a chegada das novidades tecnológicas, como os video games.

Marcos Oliveira, 37, presidente da AMFM, é um dos que luta para que o esporte volte a evoluir na cidade. “Em São Paulo são mais de mil associados. E em todas essas federações existem divisões. Temos com a bola de feltro, que se joga com  3 Toques ou 12 Toques, a Dadinho e tem o Disco. Somando todas essas federações são dezenas de milhares de jogadores”.

Neste sábado (26) ocorreu o Desafio Por equipes de Futebol de Mesa e hoje está acontecendo o Circuito de Séries da AMFM. Com acesso e descenso de atletas nas séries Platina, Ouro, Prata e Bronze.  


Publicidade
Publicidade