Publicidade
Esportes
Craque

‘Não terá nenhum’: José Aldo afirma que McGregor ficará sem cinturão algum e mira retorno

O ex-campeão dos penas do UFC disse que o irlandês, que sonha em unificar três categorias, chegará ao final do ano sem nenhum título. O Scarface voltou a afirmar que só volta a lutar pelo cinturão dos penas 17/02/2016 às 16:25
Show 1
Zé Aldo afirmou que McGregor não terá cinturão algum até o fim do ano.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

“Quem muito quer nada tem”. É mais ou menos esse o pensamento de José Aldo em relação à Conor McGregor. O ex-campeão dos penas do UFC falou com a imprensa nesta quarta-feira (17) e acha que o irlandês falastrão não conseguirá conquistar três divisões do Ultimate, como anda falando. O Scarface, derrotado na disputa do cinturão no fim de 2015, ainda afirmou que McGregor não terá nenhum cinturão até o fim de 2016.

Aldo, que é garoto-propaganda do projeto "Luta Pela Cidadania", do Governo Federal, não se fez de rogado e opinou sobre o sonho de McGregor em unificar o cinturão dos penas, leves e meio-médios. Vale lembrar que o irlandês disse que vai vencer o brasileiro Rafael dos Anjos, em duelo marcado para o dia 5 de março, pelo UFC 197.


“Tornar realidade (os três cinturões) acho muito difícil. Lógico que ele quer. Mas digo mais: acho que até o fim do ano ele não terá mais nenhum cinturão e vão esquecê-lo. Até hoje ninguém dominou três cinturões, esse é o objetivo dele, mas até o fim do ano ele não terá nenhum”, disse Aldo.

O amazonense foi além e garantiu que o irlandês não terá nenhum cinturão até o fim deste ano, afirmando que Dos Anjos deve vencer McGregor no UFC de Las Vegas. “Será o Rafael, com certeza. Não o vejo perdendo. Luta é luta, sempre tem que respeitar o outro lado, mas vejo assim. E até o fim do ano estarei com o cinturão de volta. Isso é fato”, afirmou.

De boa com os chefões

Conhecido por seu temperamento forte, Aldo vez ou outra é confrontado com Dana White. O ex-campeão do Ultimate voltou a afirmar que não tem problemas de relacionamento com o presidente do UFC, nem com nenhum dos sócios da Organização.


“Tenho um carinho muito grande por eles, não só pelo Dana, mas também pelo Lorenzo, Sean Shelby, todos sempre me trataram da melhor maneira possível, sempre me atenderam em tudo que pedi. Não tenho nenhum problema com ninguém, só tenho carinho por eles. Sempre que precisei de qualquer coisa, aqui no Brasil ou lá fora, eu ou Dedé, eles sempre atenderam”, revelou o lutador.

Aldo voltou a dizer que tem carinho pelo mandatário, mas só volta a lutar se for pelo título do UFC. “Quero deixar bem claro que o carinho continua, independente de derrota ou não. Mas nossa próxima luta, pode ter certeza, vai ser disputa de cinturão”, concluiu Aldo, reafirmando que só entra no octógono novamente em luta pelo título.

Publicidade
Publicidade