Sexta-feira, 04 de Dezembro de 2020
BASQUETE

NBA retoma temporada 2019/2020 no final do mês de julho

Retomada será no dia 31 de julho, com previsão de término no meio de outubro



basquete_44988615-EC47-422C-8281-404516D881E3.JPG Fotos: Divulgação
12/06/2020 às 18:44

Muitos campeonatos de esportes estudam meios de retornar, e com a NBA não poderia ser diferente. Após assembleia realizada no último 4 de junho, o Conselho de Governadores da NBA decidiu quase por unanimidade a data de retorno da temporada 2019/2020. O campeonato estava paralisado desde março, quando os primeiros jogadores começaram a testar positivo para o covid-19.

Pela decisão, a retomada será no dia 31 de julho, com previsão de término no meio de outubro. Na mesma ocasião também foi decidido que o sorteio do draft para a próxima temporada se dará no dia 25 de agosto, e a temporada 2020/2021 terá início em 1 de dezembro de 2020. Inicialmente serão jogadas 3 partidas amistosas ainda no dia 31.



O Portland Trail Blazers foi a única franquia a votar contra, pois não concordava com o projeto apresentado. Damian Lillard, anteriormente já tinha dado uma declaração afirmando que só retornaria se seu time tivesse real oportunidade nos playoffs. O jogador CJ McCollum também comentou sobre o assunto, informando que não apoiar o retorno foi uma decisão de todos que compõem o time. A equipe estava em nono lugar na Conferência Oeste quando a temporada foi interrompida em 11 de março.

Outro que comentou sobre o assunto foi Raulzinho Neto, brasileiro que joga no Philadelphia 76ers. O armador afirmou que estava bastante inseguro quanto o retorno, já que teme não estar mais em tão boa forma e teme ter que disputar com atletas que estejam treinando pesado enquanto ele segue o isolamento de maneira rígida.

O público, porém, segue atento e espera acompanhar os jogos. E dentre os mais esperados está a disputa entre o Los Angeles Lakers e o Los Angeles Clippers pela Conferência Oeste. O Lakers segue como favorito nas apostas. O retorno do campeonato contará com a participação de 22 equipes e haverá oito jogos classificatórios para cada um deles. E após decidir os 16 do playoff, as rodadas continuam até a melhor de sete séries em uma primeira rodada. Esses são os times que retornarão:

Pela Conferência Leste: Milwaukee Bucks, Toronto Raptors, Boston Celtics, Miami Heat, Indiana Pacers, Philadelphia 76ers, Brooklyn Nets, Orlando Magic e Washington Wizards.

Pela Conferência Oeste: Los Angeles Lakers, LA Clippers, Denver Nuggets, Utah Jazz, Oklahoma City Thunder, Houston Rockets, Dallas Mavericks, Memphis Grizzlies, Portland Trail Blazers, New Orleans Pelicans, Sacramento Kings, San Antonio Spurs e Phoenix Sun

O local onde acontecerão as disputas também já foi decidido. Os jogos serão realizados no World of Sports fica em Orlando, dentro do complexo da Walt Disney World e não contarão com público. Ao todo, 1.600 pessoas das equipes ficarão no complexo, mas os jogadores só poderão receber algum tipo de visita depois de sete semanas, quando tiver sido realizada a primeira rodada dos playoffs.

Novos protocolos na realização dos jogos

Há preocupações sobre o retorno dos treinos e jogos e com relação à adaptação ao ambiente, que é diferente daquele em que eles vivem. Os jogadores temem que não haja segurança e que sejam proibidos de sair do local antes de cumprirem uma quarentena. Outro fator que está causando tensão é a obrigatoriedade da participação, já que caso não concorde, os jogadores não irão receber os salários integrais.

A Liga de basquete afirma que apesar de terem seus salários descontados, esses atletas não serão punidos, já que têm o direito de buscarem segurança neste momento em que a pandemia avança. Vários jogadores estão fazendo videoconferências onde tratam do assunto, e muitos deles ainda estão em dúvida se devem ou não retornar.

As equipes irão se hospedar e realizar seus treinos a partir do dia 30 de junho. E para manter a proteção de todos, serão seguidos protocolos de segurança durante todo o processo. Todos estão cientes das dificuldades que surgiram após a pandemia que ainda não se encontra sob controle, e é necessária a colaboração de toda a equipe envolvida que seguirão conselhos dados por autoridades médicas e de saúde pública.

Outros protocolos serão seguidos. Caso algum jogador tenha lesões na pré-temporada ou ainda nos jogos da fase regular, a NBA dará uma autorização para que o mesmo seja substituído. No entanto, ficou claro que não serão autorizadas contratações de atletas vindos de outros países ou que não atuaram durante esta temporada na NBA. Um fator que deve manter a segurança são os testes, com os jogadores e equipe sendo constantemente monitorados e testados. Caso o resultado seja positivo, ficarão em quarentena durante uma semana.

Além da questão de saúde, uma das maiores preocupações dos dirigentes e atletas diz respeito às Olimpíadas de Tóquio, que também foram adiadas e vão acontecer entre 23 de julho a 8 de agosto de 2021. Há uma preocupação real para que não haja conflitos de agendas entre os jogos NBA e as Olimpíadas. Afinal, vários jogadores serão convocados para a seleção americana, o que desfalcará os times e prejudicaria o campeonato. Em entrevista recente, o Presidente do COI, Thomas Bach, afirmou em coletiva que não há motivos para preocupações e que não haverá um conflito de datas de jogos.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.