Publicidade
Esportes
Craque

Neto volta a jogar pelo São Raimundo, participa do lance do gol e recebe o carinho da torcida

O meia que fez história no Tufão da Colina, voltou a vestir a camisa alviceleste no último sábado (28).  30/03/2015 às 18:26
Show 1
O meia Neto retornou ao Tufão e deu assistência para o gol da vitória do São Raimundo sobre o Rio Negro.
Camila Leonel Manaus (AM)

Após 12 anos, Neto voltou a pisar no gramado da Colina vestindo as cores do São Raimundo, surpreendendo os torcedores presentes no estádio, no último sábado (28), para assistir ao jogo São Raimundo e Rio Negro, válido pela sétima rodada do Barezão.  Mesmo não estando 100% fisicamente, o veterano foi decisivo no lance do gol. Foi dele o passe para Claíson marcar o gol que deu a vitória ao Tufão.

Neto se apresentou ao clube na terça-feira (24) e treinou com o elenco, mas sua estreia era incerta primeiro pela documentação, que ainda estava pendente, e depois pela condição física. Com 37 anos, o jogador não atuava desde o fim do ano passado, quando jogou a série B do amazonense pelo Clíper. O primeiro problema foi resolvido na sexta com a publicação do nome do jogador no BID. Restava aguardar o veterano pegar ritmo de jogo para voltar a campo.

Mas o treinador Eduardo Clara surpreendeu, colocando  jogador já na partida contra o Rio Negro. “É uma sensação muito boa você entrar em um jogo que não estava previsto. Na realidade estava previsto pra que eu ficasse apenas no banco, mas o treinador me chamou para entrar pela necessidade do time. Ele me disse ‘entra e procura não defender tanto, procura atacar, fazer jogada de gol’. Ele me derixou em uma zona confortável, não precisava voltar tanto para marcar”, disse.

Após entar em campo, Neto conseguiu dar um pouco de produtividade ao meio campo e ele foi decisivo para o gol desviando a bola para o gol de Claílson, que deu a vitória ao time

 “Nesse jogo  aconteceram situações boas. No lance do gol, eu estava bem posicionado e como eu vi que o zagueiro vinha em cima de mim, eu só dei um toque  e fui feliz. A bola subiu na minha cabeça e foi certinho e o Claílson finalizou bem. Fico feliz em contribuir mesmo sabendo que ainda não estou 100%”, explicou.

O experiente jogador reconheceu que ainda não está na sua melhor forma, mas garantiu que continuará trabalhando para melhorar fisicamente e ajudar os companheiros de equipe. “

“Eu não estou no meu melhor momento, mas vou sempre tentar ajudar os companheiros. Eu sabia que ia sentir um pouco, mas vou trabalhar durante essa semana. O próximo jogo é só no domingo, então até lá tem tempo de  melhorar minha condição física. Na terça já fui treinar com bola mesmo sabendo que não estava em boas condições físicas. Eu vinha fazendo umas corridas, a gente sabe que não é a mesma coisa, mas eu procurei com a experiência, superar essas limitações, a gente”.

Além de buscar melhorar a parte física, Neto disse que está procurando se entrosar com o restante da equipe.

“O entrosamento é só no dia-a-dia. Aproveitamos ali dentro do campo, procuramos estar melhores posicionados. Mas eu já tinha começado a analisar os jogadores que estão na frente da equipe  e os suplentes. Eu assisti o jogo contra o Fast  e percebi que é uma equipe que tem qualidade. Existem jogadores que já passaram pelo clube e são experientes. Então eu vim justamente para somar com eles. Não vim para ser heroi, nem para ser melhor do que ninguém. Vim ajudar dentro de campo”

Carinho da torcida

Após o jogo, Neto foi ovacionado pela torcida do São Raimundo, que gritava seu nome. O jogador agradeceu o carinho dos torcedores e comentou que o  reconhecimento da torcida ultrapassa o campo de jogo

“É muito bom ser lembrado depois de muito tempo. Ser reconhecido pelo fato de ter sido jogador do São Raimundo. As pessoas nã esqueceram, não se apagou aquele passado. E não é só jogando bola, alguns torcedores me reconhecem andando no shopping, no centro. Eles têm um carinho diferente”.

Em sua primeira passagem pelo Tufão, Neto jogou ao lado de Delmo, Garanha, Guara, Isaac, na fase áurea do São Raimundo. A equipe foi tricampeã da Copa Norte (1999,2000,2001), foi campeão Amazonense (97,98,99), além de ser terceiro colocado na Copa Conmebol em 1999. A última atuação de Neto como jogador foi no Clíper, pela série B do Barezão, em 2014.



Publicidade
Publicidade