Sábado, 20 de Abril de 2019
publicidade
000_RU66S.jpg
publicidade
publicidade

FRANCÊS

Neymar passa em branco, mas PSG bate Saint-Étienne e mantém os 100% no Francês

Atacante brasileiro não marcou, mas participou dos três lances. Cavani, duas vezes, e Thiago Motta fizeram os gols


25/08/2017 às 17:10

Neymar passou em branco, não brilhou como nas duas partidas anteriores, mas o Paris Saint-Germain derrotou o Saint-Étienne por 3 a 0 nesta sexta-feira, em casa, e manteve os 100% de aproveitamento no Campeonato Francês. No confronto mais difícil da equipe desde a chegada do craque brasileiro, Cavani, duas vezes, e Thiago Motta marcaram para garantir o triunfo.

Foi o suficiente para o PSG chegar a 12 pontos em quatro rodadas e se isolar na liderança do Francês, ao menos de forma provisória, já que o Monaco tem nove pontos e ainda atua na rodada. O Saint-Étienne, por sua vez, perdeu a chance de manter os 100% de aproveitamento e parou nos nove pontos.

Depois de três gols em três assistências nos primeiros dois jogos pelo PSG, Neymar passou em branco nesta sexta, mas participou dos três gols. Agora, o craque e o time parisiense descansam, já que só voltam a campo no sábado da semana que vem, dia 9 de setembro, contra o Metz fora de casa, pelo Francês. No mesmo dia, o Saint-Étienne recebe o Angers.

Nesta sexta, ficou claro desde o início que o PSG não teria a mesma facilidade das outras partidas. Bem marcado pela esquerda, Neymar encontrava dificuldade para criar espaços. Mas foi quando caiu pelo meio que o brasileiro criou a jogada do primeiro gol dos donos da casa.

Aos 18 minutos, Neymar recebeu na intermediária. Com categoria, deu uma enfiada de três dedos, que ainda desviou antes de chegar a Cavani. O uruguaio dispararia para o gol, mas foi puxado por Janko. O árbitro marcou pênalti, que o próprio centroavante bateu forte para abrir o placar.

A resposta do Saint-Étienne foi rápida e somente seis minutos depois, quase saiu o empate. Maiga deu enfiada perfeita para Bamba, que aproveitou cochilo de Kimpembe e arrancou sozinho antes de bater cruzado. Areola deixou o pé e fez grande defesa.

Logo, no entanto, o PSG passou a administrar a partida, que só voltou a ganhar em emoção no segundo tempo, com o gol relâmpago dos donos da casa. Aos cinco minutos, Neymar cobrou falta para a área, Marquinhos ajeitou de peito e Thiago Motta chegou fuzilando para a rede.

A vantagem foi suficiente para o time parisiense voltar a se resguardar, esperando o Saint-Étienne, que, cauteloso, também pouco agredia. Somente na bola parada, o PSG voltou a assustar, aos 21 minutos. Di María cobrou falta de longe, ela passou por todo mundo e acertou a trave.

Sem nada a perder, o Saint-Étienne aproveitou a segunda metade da etapa final para se lançar ao ataque, mas deu espaços para os contragolpes do adversário. Aos 28, Cavani perdeu grande oportunidade após rebote da defesa. Aos 30, foi a vez de Di María ser lançado sozinho, dominar mal e desperdiçar nova chance

Neymar era menos efetivo do que nas outras partidas, mas conduzia o setor ofensivo do PSG e encantava os torcedores com belos dribles. Sem grandes oportunidades, o brasileiro assistiu aos seus companheiros desperdiçarem os contra-ataques. Até que aos 45, ele deu ótima enfiada na direita para Meunier, que chegou cruzando para Cavani marcar de letra.

publicidade
publicidade
Neymar viaja a Barcelona para iniciar recuperação após nova lesão no pé direito
Neymar e Mbappé desfalcam PSG no sábado mas devem enfrentar Liverpool
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.