Publicidade
Esportes
Na toca

No 'apagar das luzes', 3B confirma trio para sequência do Brasileiro da Série A2

No último dia de inscrição no Brasileiro da Segunda Divisão, diretoria da Fera consegue a liberação das laterais Nate "Pitbull" e Ámbar Soruco, além da zagueira Nágela, que pode fazer sua estreia na terra onde nesceu 21/05/2018 às 18:13
Show na
Nágela teve seu nome liberado no BID da CBF nesta segunda-feira (21) (Foto: Denir Simplício)
Denir Simplício Manaus (AM)

A sensação de alívio tomou contra da Toca do 3B, ontem, logo após o último treino da Fera antes do embarque para a Bahia, onde o time amazonense encara o Vitória-BA, pela sexta rodada do Brasileiro da Série A2. Um trio de atletas em especial vivia a expectativa de poder, enfim, vestir oficialmente a camisa do 3B. E a confirmação veio justamente no último dia de inscrição para a disputa da competição.

Vinda do Chile junto a meia Paloma, no fim de abril, a lateral-esquerda Ámbar Soruco finalmente teve seu nome confirmado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. No entanto, a chilena nem viajou com o elenco para Salvador porque ela terá de se apresentar à Polícia Federal na busca por um visto de trabalho no País.

A chilena Soruco só deve estrear em casa contra o Tiradentes-PI (Foto: Denir Simplício)

Já na lateral-direita, o 3B ganhou o retorno de uma velha conhecida da torcida. Recuperada de cirurgia no joelho, Nate “Pitbull” está treinando normalmente com Sérgio Duarte e virou opção do treinador. 

De volta à boa terra

Por fim, a zagueira Nágela, que desembarcou na capital no início do mês, também já pode fazer sua estreia pela Fera e justamente na sua terra natal. Nascida na Bahia, mas radicada em São Paulo, a defensora não escondeu a ansiedade em poder atuar pelo 3B.

“Estou muito feliz em estar aqui e poder fazer parte deste elenco onde fui muito bem recebida. Espero que seja minha estreia. Estou muito ansiosa e espero contribuir da melhor forma possível pra ajudar a equipe”, comentou a jogadora de 22 anos que briga por uma vaga com as experientes Letícia, 27, e Tânia Maranhão, de 43 anos.

“A briga por uma vaga na equipe é natural. Quem estiver trabalhando melhor vai ter sua oportunidade e estou aqui pra isso, pra mostrar meu serviço”, pontuou Nágela.

A defensora vem treinando entre as reservas de Sérgio Duarte (Foto: Denir Simplício)

 A zagueira, que já defendeu a Seleção Brasileira Sub-20, jamais atuou no estádio Barradão - local do confronto de amanhã -, mas dá uma dica de como a Fera terá de encarar as “Leoas da Barra” em seu território.

“As meninas têm entrar tranquilas e fazer o que elas fazem de melhor. Vou estar torcendo por elas e, caso apareça a minha oportunidade, quero ajudá-las dentro de campo”, disse.

 3B e Vitória-BA são os líderes do Grupo B, com 10 pontos. Quem vencer o duelo no Barradão praticamente garante uma das duas vaga nas semifinais da Série A2.

Publicidade
Publicidade