Publicidade
Esportes
Sem brincadeiras!

No Dia das Crianças, São Raimundo e Rio Negro não brincam em campo

Duelo entre Tufão da Colina e Galo da Praça da Saudade, nesta quarta-feira (12), às 16h, no estádio Ismel Benigno, vale briga direta pela última vaga à semifinal do Campeonato Amazonense 12/10/2016 às 05:00
Show miff
Aderbal Lana e Alberone Souza fazem mistério sobre as equipes que entram em campo nesta quarta (Fotos: Denir Simplício e Evandro Seixas)
Denir Simplício Manaus (AM)

É hora de separar os homens dos meninos e no Dia das Crianças, o que não vai ter espaço no clássico entre São Raimundo e Rio Negro é para brincadeiras. O confronto marcado para às 16h, deste feriado, no estádio Ismael Benigno, a Colina, é considerado como uma decisão para ambas as equipes. 

Pelo lado do Tufão da Colina, a vitória significa a classificação para a semifinal do Campeonato Amazonense, coisa que os torcedores sãoraimundenses não veem desde de 2013, quando o time chegou às semis do primeiro turno daquele ano, sendo eliminado pelo Fast.

Pelo lado do time Barriga Preta, o triunfo frente ao Mundico pode ser as asas que o Galo precisa para voar até o G4 do Barezão Centenário. Vale lembrar que mesmo vencendo o Tufão, o Rio Negro ainda terá de passar pelo Tricolor de Aço, na 14ª rodada, para assegurar a vaga na semifinal.

Brincadeira de esconde-esconde
Para provar quanto o duelo entre Tufão e Galo é importante para ambos, nem o novato Alberone Souza, nem tampouco o experiente Aderbal Lana quiseram adiantar seus times para o jogo de hoje. O máximo que o treinador do São Raimundo revelou foi que o atacante Americano - de fora na última rodada por suspensão - volta ao time. Assim como Leozinho, que fez boa partida na derrota frente ao Nacional e parece ter se transformado em titular absoluto da equipe.

“O Leozinho fez uma boa partida contra o Nacional. Ajudou na saída de bola pelo lado esquerdo e apoiou bem no ataque. Com certeza ele estará no time contra o Rio Negro”, adiantou Alberone Souza, que fez uma confissão curiosa. “Nós viemos jogando bem em praticamente todos os jogos. Mas confesso que prefiro trocar todos esses jogos que fizemos bem no campeonato por jogar mal e vencermos o Rio Negro na quarta (hoje)”, disse.

Para Aderbal Lana, passar pelo  São Raimundo é o primeiro passo pra alcançar à semifinal do Barezão. “É um jogo decisivo. Precisamos ganhar esse jogo”, disse o técnico completando que só depois vai pensar no Fast. “Se ganhar esse jogo contra o São Raimundo, contra o Fast eu dou um jeito. Você fecha, segura, dá um jeito, estuda incisivamente pra ganhar o jogo também. Mas não é tão complicado como esse. Esse é um jogo que pesa mais”, comentou o eterno comandante do Tufão.

  

Publicidade
Publicidade