Terça-feira, 12 de Novembro de 2019
Craque

No Morumbi, São Paulo recebe o Cruzeiro e ambos querem a recuperação no Brasileirão

A Raposa de Vanderlei Luxemburgo ainda busca o time ideal e volta a mudar para o duelo no Morumbi. O Tricolor paulista não conta com seu comandante, Osorio, expulso na última rodada contra o Sport 



1.jpg Juan Carlos Osorio é um dos desfalques do São Paulo contra o Cruzeiro.
24/07/2015 às 18:28

São Paulo e Cruzeiro se enfrentam às 15h (hora Manaus), no Morumbi, tentando a recuperação. O Tricolor vem de derrota frente ao Sport, no Recife, e a Raposa tropeçou em casa diante do Avaí, na última rodada.

Na Toca II a palavra indefinição é a mais usada para definir o momento do Cruzeiro. Vanderlei Luxemburgo  usará a décima formação diferente desde que voltou ao clube há cerca de dois meses. O elenco cruzeirense vive sofrendo com lesões e más atuações. A última baixa no time celeste foi o atacante camaronês Joel, com lesão na coxa.



A saída de Joel pode dar uma chance aos barrados Leandro Damião, Marquinhos ou Willian, todos atravessando jejum de gols. “Você vê no Brasileiro que as equipes que estão na frente mantém essa sequência, uma equipe. Acho que isso pesa muito”, disse Leandro Damião sobre a falta de sequência entre os titulares do Cruzeiro.


Como se não bastasse a má fase do ataque, que marcou apenas 13 gols em 14 jogos, o Cruzeiro ainda encara um verdadeiro carrasco na competição nacional. Em 50 confrontos no Brasileirão são 27 vitórias do Tricolor contra apenas oito triunfos da Raposa, aconteceram 15 empates.

Para Marquinhos, candidato a vaga de Joel, o elenco cruzeirense tem qualidade e a luta pra estar no time de cima é grande. “A gente sabe que aqui existem vários jogadores com qualidade e que também querem estar entre os 11 titulares para poder ajudar a equipe”, disse.

Desfalques no Tricolor

Sem poder contar com PH Ganso, Luis Fabiano e o treinador Juan Carlos Osorio - todos expulsos na derrota para  Sport -, o Tricolor aposta na força de sua torcida e no péssimo restrospecto do adversário fora de casa para chegar a oitava vitória no Brasileirão.

“Queria competir contra um grande time como o Cruzeiro e um treinador tão reconhecido como Luxemburgo, que respeito muito”, disse o técnico do São Paulo, lamentando não poder acompanhar o Tricolor à beira do campo, e prometendo não ser mais expulso na competição. “Prometi à minha família e filhos que não serei mais expulso”, confessou o técnico.

O meia Boschilla é o escolhido para substiuir Ganso, outra provável mudança é a entrada de João Schmidt no lugar de Hudson. Em boa fase, Alexandre Pato volta a fazer dupla com Centurión no ataque tricolor.   



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.