Publicidade
Esportes
Craque

‘No olho do furacão’: sem Guerrero, Ederson pode estrear no Flamengo contra o Atlético-PR

Com Guerrero suspenso após 3º cartão amarelo, meia vindo do futebol italiano pode jogar. Cristóvão Borges pede calma a Guerrero e pode escalar o novo camisa 10 no ataque 10/08/2015 às 13:49
Show 1
Ederson tem tudo para fazer sua estreia contra o Atlético-PR, e no ataque do Flamengo.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Calma, Guerrero! Essa foi a frase mais dita por Cristóvão Borges durante a derrota do Flamengo frente a Ponte Preta neste domingo (9), no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Em cinco partidas com a camisa rubro-negra foram três amarelos. Sem poder contar com o atacante contra o Atlético-PR nesta quarta-feira (12), quem pode substituir o peruano no ataque do Fla é o novo camisa 10 da Gávea, Ederson.

Contratado junto à Lazio-ITA para suprir a falta de criatividade no meio de campo flamenguista, Ederson pediu pra não jogar contra a Macaca por estar fora de ritmo de jogo. No entanto, o jogador de 29 anos poderá estrear contra o Furacão nesta quarta, às 18h30 (hora Manaus), no Maracanã, e em uma nova função.

Com a ausência de Guerrero, o técnico Cristóvão Borges pode escalar Ederson no ataque. O camisa 10, inclusive, já treinou na posição em jogo-treino contra o Tigres e fez até gol. “Se ele se sentir bem e confiante, tem chance. Só depende dele”, comentou o técnico do Flamengo na coletiva de imprensa logo após o jogo contra a Ponte Preta.

Guerrero cabeça quente

De solução à dor de cabeça para a comissão técnica rubro-negra. Em cinco partidas com a camisa do Flamengo no Campeonato Brasileiro foram dois gols, duas assistências e três cartões amarelos. As reclamações do atacante Paolo Guerrero com a arbitragem o tiraram da partida contra o Atlético-PR, pela 18ª rodada da competição.


“Temos conversado. Hoje mesmo conversamos antes do jogo para explicar a ele como está se portando a arbitragem, mais rigorosa em termo de reclamações. Conversamos, sim. Mas como ele joga no ataque, apanha bastante algumas vezes. Mas ele sabe que tem de melhorar isso", disse Cristóvão Borges, admtindo que avisou o atacante sobre seu comportamento em campo.

Guerrero chegou para solucionar o problema da falta de gols no Flamengo. Porém, o camisa 9, que vai defender a seleção peruana nas eliminatórias, é desfalque certo em três rodadas seguidas do Brasileirão no início de setembro.

Alvo preferido dos zagueiros, o jogador já sofreu 13 faltas nas cinco partidas que disputou na competição. Guerrero deve estar de volta ao ataque do Mengo no próximo sábado (15), às 10h (Manaus), contra o Palmeiras, no Allianz Parque.

Publicidade
Publicidade