Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019
Futebol

No palco do tetra, Brasil sai de campo sem marcar gols, na estreia na Copa América

Secleção de Dunga até tentou, mas não conseguiu furar a defesa do Equador



Brasil.jpeg Time brasileiro apresentou um bom toque de bola (Rafael Ribeiro/CBF)
05/06/2016 às 01:25

O Brasil iniciou sua caminhada na Copa América Centenário neste sábado (4), no estádio Rose Bowl, na Califórnia (EUA), com um empate em 0 a 0 diante do Equador. Apesar do amplo domínio na primeira etapa, Seleção Brasileira criou boas chances, mas não balançou as redes no palco da final do Tetra e estreou no torneio com o empate. A equipe comandada pelo técnico Dunga volta a campo na próxima quarta-feira (8), para enfrentar o Haiti, às 19h30 (horário de Manaus).

O JOGO

Sem sentir a pressão da estreia, o Brasil não demorou muito para impor seu estilo de jogo e dominar as ações. Apesar de superior durante praticamente toda a primeira etapa, foi o Equador que assustou, aos quatro minutos, em chute de Bolaños. A reação brasileira veio logo em seguida aos cinco, com Philippe Coutinho. Willian desceu pela direita, cruzou rasteiro e achou Coutinho entrando em velocidade dentro da área. A finalização de primeira só não estufou as redes, devido à grande defesa de Dreer. A dupla brasileira deu trabalho à zaga equatoriana e criou as principais chances de gol. Aos 16, o meia do Liverpool arriscou de longe, mas a bomba passou à direita. Sondando a área adversária constantemente, o Brasil não foi feliz nas finalizações. Apostando na força física e nos contra-ataques, o Equador pouco criou, e o placar se manteve zerado.

Sem o mesmo ímpeto dos primeiros 45 minutos, as duas seleções voltaram do intervalo cadenciando mais o ritmo. Encontrando mais dificuldades para furar o bloqueio defensivo equatoriano, o Brasil buscou valorizar a posse de bola, mas sem conseguir levar perigo. Com a mesma estratégia da etapa inicial, o Equador também pouco assustou e o placar se manteve igual até o apito final. No 30º confronto entre as seleções, nenhum vencedor. Ao todo são 24 vitórias do Brasil, duas do Equador e quatro empates.

Brasil: Alisson, Daniel Alves, Marquinhos, Gil, Filipe Luís, Casemiro, Elias (Lucas Lima), Renato Augusto, Willian (Lucas Moura), Philippe Coutinho, Jonas (Gabriel).

*Com informações da assessoria de imprensa

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.