Quarta-feira, 03 de Março de 2021
FUTEBOL

No último lance, Thiago Spice faz gol da vitória do Manaus

Zagueiro usou a cabeça para abrir o placar na Arena da Amazônia e dar os primeiros três pontos para o Manaus no Amazonense



152840674_10225392558265443_8199691828876915242_o_F6666EC8-0CF4-4916-9DC8-FD6C80BFE967.jpg Foto: João Normando/FAF
21/02/2021 às 18:21

O Manaus estreou na Seletiva de 2020 com vitória pra cima do Amazonas neste domingo (21). O gol saiu no último minuto de jogo com uma cabeçada de Spice, que venceu o goleiro Kahn e deu a primeira vitória para o Gavião do Norte.

O triunfo deixa o Manaus com os mesmo três pontos do Amazonas e embola o grupo A.



Na próxima rodada, o Manaus enfrenta o Nacional, na Arena da Amazônia. Já o Amazonas viaja para Itacoatiara, onde pega o Penarol. Os dois jogos serão na terça (23), às 15h30.

O jogo

As duas equipes começaram se estudando e tocando bola e coube ao Manaus começar as investidas para chegar ao gol. A primeira chance foi aos seis minutos quando Spice lançou para Gabriel Davis no lado direito e ele tentou buscar Diego Rosa dentro da área, porém, a zaga do Amazonas afastou. O Gavião pediu um toque de mão do zagueiro Mendonça, mas Edmar Campos da Encarnação nada marcou.

Quatro minutos depois, a Onça-pintada respondeu. Adriano lançou a bola para Maxwell que recebeu no lado esquerdo e encarou a marcação de Edvan. O atacante do Amazonas levou a melhor e ficou cara a cara com o goleiro Rafael, obrigando o arqueiro a espalmar a bola para escanteio. A chance colocou o Amazonas no jogo. O time tentava chegar, mas o Manaus, valente, criava chances em jogadas rápidas. Em uma delas, Vinícius arriscou de longe para a defesa de Kahn. Aos 25, Douglas cobrou escanteio fechado e a bola passou por cima da meta. Quase um gol olímpico na Arena da Amazônia. Gabriel Davis também quase abre o placar após receber bola na entrada da área e chutar rasteiro, porém a pelo passou à direita do gol.

O Manaus quase abriu o placar com Davis aproveitando uma sobra de bola na pequena área após bate e rebate, nada arbitragem deu falta de ataque do jogador. Do outro lado, Maxwell também aproveitou um bate e rebate na área, mas Rafael defendeu o chute.

Na segunda etapa, o Amazonas voltou com mais ímpeto, tocando a bola. Delciney teve a primeira chance após receber de Ibson na entrada da área, mas ele chutou pra fora.

Conforme o tempo ia passando o jogo foi ficando faltoso com três amarelos em menos de 15 minutos para Ibson e Mario Pierre, do Amazonas e para Douglas, do Manaus. Com o jogo mais 'frio', o Manaus aproveitou para tomar novamente as rédeas da partida e criar suas primeiras chances. Primeiro foi Márcio Passos que tentou de longe, mas a bola carimbou a defesa da Onça, depois foi a vez de Gabriel Davis que saiu da marcação em bela jogada e chutou de fora da área. A bola passou ao lado do gol.

Aos 24, Dudu Mandai fez bela jogada pela esquerda, passou para Philip, que na meia lua, chutou uma bomba que obrigou Kahn a se esticar todo para evitar o primeiro gol do Gavião. O Amazonas respondeu com Soares cabeceando e exigindo uma boa defesa de Rafael.

Com tantas finalizações e erros, o jogo parecia que iria se encaminhar para o empate sem gols até que aos 50 minutos, Philip lançou para a área e Spice cabeceou, vencendo o goleiro do Amazonas e decretando a vitória do Gavião.

Ficha técnica

*Manaus* Rafael, Edvan, Spice Ramon, Thiago Costa (Dudu Mandai), Vinícius Barba, Márcio Passos (Guilherme Amorim), Gabriel Davis (Alex), Erivelton, Douglas Lima (Philip), Diego Rosa. Técnico: Luizinho Vieira

*Amazonas:* Rafael Kahan, Magno, Mario Pierre, Mendonça, Adriano, Maxwell, Ibson, Diogo Alemão (Lucas Rafael), Gleidson, Delciney, Lucas Fabrício (Pedro Igor) Técnico: Ruy Scarpino

*Estádio* Arena da Amazônia

*Arbitro:* Edmar Campos da Encarnação

*Gols:* Thiago Spice para o Manaus aos 50 minutos do 2° tempo

Gosto

Comentar


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.