Publicidade
Esportes
Craque

Noite de nocautes marca a sexta edição do Big Way Fight

Berço de feras do MMA, a academia Nova União fez tremer o bairro Alvorada, na Zona Oeste de Manaus. O local recebeu mais de 800 espectadores em volta do octógono para vibrar com os guerreiros manauaras 22/02/2015 às 15:27
Show 1
Dez combates e muita vibração ao redor do octógono marcaram a sexta edição do Way Fight Night, na academia Nova União, no Alvorada.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Em noite quente e com casa cheia, o Centro de Treinamento MPBJJ/Nova União, localizado no bairro Alvorada, Zona Oeste de Manaus, tremeu com a sexta edição do Big Way Fight. Com um total de dez lutas, o evento, que reuniu mais de 800 pessoas no local, finalizou com seis vitórias por nocaute técnico. Sendo duas vitórias por decisão unânime e uma vitória por finalização.

No “Duelo dos Thiagos”,  quem se deu melhor foi Thiago Belo, que venceu Thiago Freitas por finalização no primeiro round, continuando assim com o cinturão do peso galo. Já na disputa do cinturão pela categoria médio, Adriano Balby, por interrupção médica, venceu Filipe Nascimento. 

Para o organizador do Big Way Fight, Rafael “Ceará” Moreira, todos os confrontos foram bem nivelados e todos os lutadores conseguiram demonstrar dentro do octógono o melhor de si.

“Nosso evento desde o início tinha o objetivo de saber como estava o nível dos atletas e já prepará-los para as demais competições que vão ocorrer no decorrer do ano”, ponderou Ceará, que já emendou antecipando quando deve ocorrer a próxima edição do Big Way.

“Em meados de junho já quero realizar a sétima edição do Big Way Fight. A ideia é fazer pelo menos três eventos por ano”, finalizou. 

Destaques da noite

Muita emoção e surpresa. Assim pode-se descrever a primeira luta da noite, que ficou por conta de Helison Mendes e Alan Rogério, que de forma fulminante venceu por nocaute técnico, no segundo round, o seu primeiro adversário no MMA. 


Já a segunda luta da noite, pela categoria até 70kg, foi a vez de Renildo Santos (OCS), que fez sua estreia no MMA, e Miqueias Gomes (FBJJ) entrarem no octógono. O primeiro round foi disputado boa parte do tempo no chão, principalmente por Renildo, que terminou em vantagem em cima de seu adversário.

Já no segundo round, Miqueias, em uma primeira oportunidade tentou aplicar um golpe mata-leão, mas a tentativa falhou, por conta do cansaço. Em seguida, em uma nova tentativa o lutador conseguiu êxito, finalizando assim Renildo e acrescentou em seu card a sua segunda vitória no MMA.

Nocaute relâmpago 

23 segundos. Esse foi o tempo necessário para que o lutador Luiz Felipe nocauteasse Jadson Mendes pela quarta luta da noite. Sem se quer deixar Jadson levar a luta para o chão, Luiz logo que iniciou o confronto mostrou que não estava para brincadeira e não desperdiçou a oportunidade, nocauteando assim ou o seu primeiro adversário no MMA.

“Treinei pesado pra essa luta. Sabia que podia pegar porrada, mas vi a oportunidade e fui mais rápido que ele. O levei para o chão no momento certo, pois sabia que ele ia querer me derrubar. Quero continuar treinando e quero conquistar tudo que posso no muay thai, depois ingresso para o MMA de vez”, disse ele, que ficou bastante feliz pela vitória. 


Cinturão fica com Belo

Dono do cinturão do Peso-Galo desde a quarta edição, Thiago Belo, em uma luta eletrizante, finalizou Thiago Freitas, no fim do primeiro round. Mantendo-se assim, detentor do cinturão. Eufórico com o resultado, Belo agradeceu a todos as pessoas que sempre acreditaram em seu trabalho.

“A gente recebe vários nãos na cara. Rala quando começa e seguimos ralando, principalmente em busca de patrocínio. Mas hoje essa vitória é para mostrei para todas aquelas pessoas que confiaram em meu trabalho que sou capaz sim”, disse. 

Resultados da noite: 

1 - Por nocaute técnico, Alan Rogério venceu Helison Mendes no segundo round.

2 - Renildo Santos venceu, por nocaute técnico, Miqueias Gomes também no segundo round.

3 - Em 23 segundos de luta, Luiz Felipe venceu, também por nocaute técnico, Jadson Mendes.

4 - David Miranda, por decisão unânime, venceu Michel Costa.

5 - Já por nocaute técnico no primeiro round, Jean Sobral venceu Bruno Batty.

6 - Outro que garantiu a vitória também no primeiro round por nocaute técnico foi Klinger Pinheiro, que venceu Paulinho Monteiro.

7 - Walmar “Mazinho”, que fez a luta especial da noite, venceu, por nocaute técnico, José Henrique no terceiro round.

8 - Por decisão unânime, Patrick Oliveira venceu André Santos.

9 - Por finalização no primeiro round, Thiago Belo permaneceu com o seu cinturão pela categoria peso galo, ao vencer Thiago Freitas.

10 - Por interrupção médica, Adriano Balby venceu Filipe Nascimento pela categoria médio, ficando assim com o cinturão.

Publicidade
Publicidade