Quarta-feira, 24 de Abril de 2019
publicidade
zCR023101_p01.jpg
publicidade
publicidade

DEBANDA

Equipes North Lions e Manaus Raptors anunciam saídas do Amazonas Bowl

As duas equipes se manifestaram em notas nas redes sociais e alegaram problemas políticos com a Federação. Fefaam rebate e diz que o problema é financeiro


30/05/2018 às 18:36

O Manaus Raptors e o North Lions anunciaram a saída do XIII Amazonas Bowl. As duas equipes, incluindo o atual bicampeão da competição – divulgaram suas decisões por meio de notas em redes sociais. Apesar do desligamento do Estadual, ambos salientaram que continuam filiadas à Federação de Futebol Americano do Amazonas (Fefaam).

Com a desistência das equipes, apenas Manaus Cavaliers, Manaus Broncos e Amazon Black Hawks seguem na competição. O campeonato teve apenas uma rodada no dia 20 de maio. A segunda rodada, que deveria acontecer no último domingo, em Iranduba, foi adiada. A Federação já sinalizou que um triangular será feito entre os remanescentes até que seja conhecido o campeão de 2018. Uma reunião nos próximos dias deve confirmar como será o prosseguimento do campeonato.

Atual bicampeão do Amazonas Bowl, o North Lions alegou dificuldades de comunicação junto à Fefaam. De acordo com o presidente do time, Lucas Alencar, isso acontece desde o ano passado, na Copa Norte. 

publicidade

“Os vários erros cometidos pela Federação junto à incompetência para gerir o evento nos fez tomar essa decisão. Tivemos uma abertura de Campeonato com 12 pessoas assistindo. Sem nenhum diferencial, jogos no município de Iranduba sem apoio, sem ninguém assistindo. O presidente tem muita dificuldade em resolver problemas, procura dificultar tudo para alguns times”, explicou Alencar garantindo que apenas assinou a decisão tomada por jogadores, comissão técnica e diretoria.  “O time está desacreditado, a diretoria exausta. Nós treinamos de maneira incansável, no primeiro jogo conseguimos a vitória aí o presidente decide dar WO pro Lions. Eu liguei pra ele e perguntei qual motivo Ele falou que não poderia falar sobre o assunto”, completou.

Procurado pela reportagem, o presidente do Manaus Raptors preferiu não entrar em detalhes sobre a nota publicada pelo time na última segunda-feira (29). Na publicação, a diretoria diz que a saída se deu por “motivos que não cabem ser detalhados, mas tem um mix de insatisfação com os últimos fatos e projetos para 2018”.

De acordo com o vice-presidente da Fefaam, Gutemberg Oliveira, o “Chicão”, os motivos da desistência das equipes foi financeiro. A principal motivação foi o não pagamento das mensalidades referentes à participação. O valor de 4 mil reais que cobre as despesas foi dividido em duas parcelas de 2 mil reais com vencimentos nos dias 20 de abril e maio. “A Federação começou a cobrar mais severamente a questão do pagamento dos times e a regularidade dos jogadores e se punimos os Lobos Guerreiros (que ficou de fora por não pagar a inscrição) temos que cobrar os outros também e quando se começou a cobrar e a doer no bolso, eles começaram a sair”, explica. Sobre o Wo, Chicão diz que ele se deu pela escalação irregular de três jogadores do Lions e um do Cavs. "O WO foi dado para os dois times", disse.

publicidade
publicidade
Equipes iniciam preparativos a um mês do início do Amazonense de Futebol Americano
Atletas amazonenses são contratados por time turco de futebol americano
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.