Domingo, 12 de Julho de 2020
GRANA

Novo contrato de direito de transmissões pode beneficiar Manaus FC

CBF e comissão de clubes do futebol brasileiro têm na mesa uma proposta que gira em torno de R$ 209 milhões. Negociação pode render valores para equipes que estão na Série C, como o Gavião do Norte



WhatsApp_Image_2020-04-15_at_18.55.41_5DF9DA05-732F-4597-815E-DBB4CA2C577A.jpeg Foto: Márcio Melo
16/04/2020 às 19:16

Amanhã (17), comissão de clubes do futebol brasileiro e Confederação Brasileira de Futebol (CBF) estarão em uma reunião para definir o próximo contrato de transmissão internacional de partidas do Campeonato Brasileiro.

A proposta na mesa gira em torno de R$ 209 milhões pelo tempo total de acordo (quatro anos) e será dividida entre clubes da Série A, Série B e Série C. A informação foi dada, primeiramente, por Paulo Vinícius Coelho, do Globo Esporte.



E se tem Série C no meio, o Manaus fica de olho. O valor repassado aos clubes da terceira divisão, porém, seria somente de 5% do valor total. Enquanto os clubes da elite levariam a maior ‘bolada’, 75% do montante, os da ‘Segundona’ ficariam com 20%.

Tais parcelas seriam dividas anualmente. Para explicar mais claramente, os R$ 10 milhões que podem beneficiar a Série C seriam divididos entre os 20 clubes da divisão em cada um dos quatro anos. Logo, o Gavião do Norte almeja a possibilidade de receber R$ 125 mil ainda em 2020.

Grana, sim; TV, não

Segundo o presidente do Gavião do Norte, Luís Mitoso, os 20 clubes da Série C do Brasileiro, em caso de confirmação do negócio, serão beneficiados apenas com os valores, e não com transmissões.

As exibições de partidas para o exterior seriam exclusivas dos times da Série A e Série B. Na mesa, o representante da terceira divisão será Constantino Júnior, presidente do Santa Cruz.

“Isso ainda é apenas uma possibilidade. Tem um proposta que pode avançar, mas acho que só avançará quando tivermos o dia certo para retorno do campeonato. E o valor ainda é menor para os times da Série C”, ponderou o mandatário do Gavião, que explica que o valor repassado aos clubes da terceira divisão do campeonato nacional é como uma doação.

“Essa proposta é mais para os times da A e B, que vão repassar essa quantia aos clubes da Série C como uma espécie de doação. Não teremos jogos transmitidos. Vai ser um contrato particular entre clubes da Série A e B e a CBF, somente. Nosso representante, por exemplo, nem vai ter direito a voto”, detalhou Luís Mitoso, em referência à participação do presidente do Santa Cruz como representante dos times que vão disputar a Série C em 2020.

Vale lembrar que ainda no início deste mês, o plantel esmeraldino foi beneficiado com o pacote de auxílio da CBF aos clubes da base da pirâmide do futebol brasileiro - a medida dispôs R$ 200 mil aos times da terceira divisão.

O valor equivale a menos do que uma folha salarial do elenco do Gavião, mas foi visto como substancial nesse momento de paralisação das atividades.

News leonardo 9028af08 26fb 4271 b322 4409cded8370
Repórter do Craque
Jornalista em formação na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e repórter do caderno de esportes Craque, de A Crítica. Manauara fã da informação e que procura aproximar o leitor de histórias – do futebol ao badminton.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.