Publicidade
Esportes
Craque

Novos rumos: Liga Sul-Minas de futebol é fundada por 13 clubes

Participam da Liga os times Flamengo, Fluminense, Internacional, Grêmio, Atlético-MG, América-MG, Cruzeiro, Coritiba, Atlético-PR,  entre outros 10/09/2015 às 15:47
Show 1
Nova liga é fundada com a presença de representantes de 13 clubes.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Nasce o embrião que pode levar o futebol brasileiro a trilhar novos caminhos. Foi criada na manhã desta quinta-feira (10), na sede do Flamengo a Liga Sul-Minas de futebol. O estatuto da Liga foi assinado por 13 clubes e a ideia dos participantes é disputar a primeira competição organizada pela coalização no primeiro semestre do ano que vem.

Os fundadores da Liga Sul-Minas são: Flamengo, Fluminense, Internacional, Grêmio, Atlético-MG, América-MG, Cruzeiro, Coritiba, Atlético-PR, Paraná Clube, Joinville, Chapecoense, Criciúma, Avaí e Figueirense. Mesmo sem levar representantes à reunião de criação, Joinville e Chapecoense fazem parte da nova liga.

A intenção da Liga é montar uma competição com 10 times, sendo dois de cada estado no primeiro semestre de 2016. A dupla Fla-Flu – únicos times do Rio na Liga - serão os representantes cariocas. Grêmio e Internacional serão os clubes da região Sul. Assim como Cruzeiro e Atlético-MG – deixando o América-MG de fora – estarão na competição.

Atlético-PR e Coritiba serão os clubes do Paraná no torneio e Figueirense e Criciúma fecham a competição como os representantes de Santa Catarina. O primeiro torneio da nova liga deve ser disputado em oito datas paralelamente aos campeonatos estaduais.

"O estatuto da nova liga, que vai gerir a Copa Sul-Minas junto com as federações, já foi aprovado e vai ser mandado à CBF. Nos próximos 20 dias, o pessoal encarregado vai fazer o regulamento da competição propriamente dita, que terá a participação de dez clubes", afirmou Delfim Peixoto, presidente da Federação Catarinense, confirmando que o estatuto será enviado à CBF.

"Com esses dez clubes, serão organizadas oito datas. Como eles jogarão, será definido em nova reunião dentro de 15 dias. Tudo será levado para a CBF e, se aprovado, devidamente registrado", explicou Peixoto.

Publicidade
Publicidade