Publicidade
Esportes
Craque

Novos talentos do AM dão show no It's Time Combat 3

Com um card de 12 lutas, a plateia conferiu quem são os novos nomes do MMA que estão despontando no Amazonas. 14/07/2013 às 15:16
Show 1
Em sua terceira edição, o evento reuniu ótimas lutas
acritica.com Manaus (AM)

A terceira edição do It’s Time Combat foi marcada por um show de técnicas de Artes Marciais Mistas (MMA), tudo sob o olhar atento do árbitro do UFC Mário Yamasaki. Do grupo de 24 lutadores que subiram ao octógono, Giliarde “Wolverine”, Wendell “Boizinho”, Jefferson Farias, Italo Silva, Diego Guilherme, Júnior Freitas, Rafael Silva, Diego Lopes, Rodrigo Praia, Leo Jacaré, Rafael Dias e Jeferson Santos saíram vencedores e levantaram a galera no ginásio do Rio Negro na noite do último sábado (13).

Mário Yamasaki chegou exatamente às 19h, de cara, presenciou um show de raça e técnicas de boxe e muay thai, com Wendell Boizinho e Caio Roberto fazendo um duelo digno de Ultimate Fighting. Depois de dois rounds duríssimos com trocação franca e chutes de lado a lado, Wendell finalizou o adversário com uma guilhotina no final do terceiro round. A torcida aplaudiu ambos os atletas, que fizeram um dos melhores confrontos do ano dos eventos locais de MMA. “O It’s Time teve grandes lutas. Não é por acaso que o Amazonas tem cinco atletas no UFC atualmente”, analisou Yamasaki, que sofreu com o calor amazônico.


Num dos combates mais esperados da noite, Rafael Dias, 19, encarou o experiente Paulo Oliveira, 30, da STF/Pro Fitness, pela categoria até 57 kg. Sobrando no gás, o atleta da SD System/Checkmat dominou o duelo e venceu na decisão dividida dos juízes. “Treinei forte e sofri muito para bater esse peso. Quero agradecer primeiramente a Deus e dedicar essa vitória aos líderes da minha equipe, Samir Nadaf e Sammy Dias, que estão em Curitiba e não puderam estar aqui. Essa vitória é pra eles”.

A luta principal do It’s Time Combat 3, pela categoria até 66 kg, foi arbitrada por Mário Yamasaki. Jeferson Santos (Kratos/) fez valer sua experiência diante de Jefferson “Pedra”. Após dominar o primeiro round, o atleta treinado pelo mestre Orlean Smith venceu o adversário por nocaute técnico aos 2 minutos do segundo round. Depois, pulou a grade e partiu para abraçar a mãe, que estava nas arquibancadas.

Resultados 

1 - Jefferson Santos (Kratos) venceu Jefferson Pedra (OCS Monteiro) por nocaute técnico no segundo round;

2 - Rafael Dias (SD System/Checkmat) venceu Paulo Oliveira (SFT/Pro Fitness) na decisão dividida dos juízes;

3 – Leo Jacaré (Nova União/Jorge Clay) venceu Alexandre Pitbull (CTJW/Amazon Fit) por desclassificação;

4 – Rodrigo Praia (DGT Coari/SD System) venceu Sérgio Ribeiro (Nova União/Norte Fitness) por nocaute no primeiro round;

5 - Diego Lopes (Clube Freitas) venceu Luiz “Aranha” Silva (CTL) por finalização no primeiro round com uma chave de braço;

6 - Rafael Silva (WL/Nova União) venceu Anderson Júnior (Melvin Revilla) por decisão unânime dos juízes;

7 - Júnior Freitas (Clube Freitas) venceu Railson Silva (Chiquinho Top Team) por finalização no terceiro round;

8 - Diego Guilherme (Top Life) venceu  Nathanael Mello (Emporium Jiu-Jítsu) por decisão dividida dos juízes;

9 - Italo Silva (Kratos) venceu Fábio Lancelot (Amazonas Top Team) por finalização em triângulo no primeiro round;

10 - Jefferson Farias (Clube AGF Luta Livre) venceu Vinícius Ferreira (STF Pro Fitness) por decisão unânime dos juízes;

11 - Wendel “Boizinho” Silva (WL/Nova União) venceu Caio Roberto (Orley Lobato) por finalização em guilhotina no terceiro round;

12 – Giliarde “Wolverine” Silva (DGT Coari) venceu Welison Ribeiro por nocaute no primeiro round.

 

 

Publicidade
Publicidade