Publicidade
Esportes
CENTENÁRIO

CRAQUE revela a verdadeira data de fundação do clube São Raimundo

Com a ajuda primordial do historiador Gaspar Vieira Neto, o CRAQUE prova que o Tufão da Colina não completará cem anos de fundação em 18 de outubro deste ano. Registros do início do século passado apontam que o time colinense tem quase 102 anos de existência. 01/10/2018 às 08:26 - Atualizado em 01/10/2018 às 09:07
Show tu 04b97a90 4fc4 4706 953d 8e2a4484c3a3
Ao contrário do que se pensava, São Raimundo já existia em 1917 (foto: acervo São Raimundo)
Denir Simplício Manaus (AM)

O filósofo chinês Confúcio já dizia: “Se queres prever o futuro, estuda o passado”. Em matéria de cunho investigativo, o CRAQUE “viajou” até o início do século XX, na Manaus do fim do período da borracha, para conhecer os primórdios de um rei, o São Raimundo Esporte Clube – o Rei do Norte. Depois de soprarmos a “poeira do tempo” encontramos os primeiros registros da história do time colinense e descobrimos algo que talvez não mude o futuro do Tufão da Colina, mas ajudará a elucidar parte de seu passado.

Todos os registros conhecidos até hoje apontam que o São Raimundo foi criado oficialmente no dia 18 de novembro de 1918. No entanto, com a ajuda primordial do historiador Gaspar Vieira Neto, o CRAQUE prova que o Tufão da Colina na verdade foi fundado um ano e 199 dias antes, mais precisamente no dia 3 de maio de 1917.

“Realisar-se-á hoje em São Raymundo um animado match de foot-ball entre São Raymundo F.C. e o Beira-Mar S.C.”. Este pequeno registro, em português da época, está nas páginas do Jornal do Commercio do dia 5 de maio de 1917 (um domingo). Portanto, mais de um ano e meio antes do que se imaginava até os dias atuais.

De origem suburbana, o São Raimundo do século passado tinha no nome resquícios dos inventores do futebol e se escrevia da seguinte forma: São Raymundo Sporting Club, como se pode verificar no registro do Jornal do Commercio do dia 15 de julho de 1917. 


Tufão no saudoso Parque Amazonense (Foto: Acervo São Raimundo)

“No bairro de São Raymundo haverá à tarde de hoje um animado ‘match’ (partida) de foott-ball entre o ‘primeiro team’ (titulares) do Guanabara F.C e o segundo (reservas) do S.Raymundo Sporting Club”. O trecho da matéria ainda registra o que pode ser uma das primeiras formações do time que, 44 anos depois, conquistaria o primeiro de seus sete campeonatos amazonenses, em 1961. “Este será defendido pelos jogadores: Passos, Ribeiro, Martins, Leal, Barbosa, Pinheiro, Luiz, Bentes, Vidal, Titico e Nelson, tendo como reservas Pedrinho , Tavares e Juca”, diz a publicação.

Apenas uma semana depois do duelo com o Guanabara, o São Raimundo voltava à campo agora contra o Tocantins, mas dessa vez com seu escrete principal, como diz a matéria do dia 22 de julho de 1917. “No bairro de São Raymundo haverá, hoje, um ‘match’ de foot Ball entre Tocantins F.B. Club e o São Raymundo Sport Club, iniciando-se às dezesseis horas. Jogarão pelo segundo (no caso o São Raimundo). Sezisnando; Ramos, João, Ribeiro, Costa, Carvalho, Pinheiro, Bibi, Vidal; Bentes e Pereira, sendo reservas Martins, Leal e Passos.

Dia da fundação

Pesquisando as origens do futebol baré para seu livro “Memória do Esporte Bretão Caboclo – Os Primórdios do Futebol no Amazonas”, Gaspar Vieira Neto encontrou publicação de 1926 que aponta o dia 3 de maio como o dia da fundação do São Raimundo. “O São Raymundo Sport Club, commemorando mais um aniversário de sua fundação, realizará amanhã às quatorze e meia horas um festival no seu campo”, aponta o Jornal do Commercio.

Numa época em que Nacional e Rio Negro já despontavam como times bem estruturados na capital, o São Raimundo corria por fora e inaugurava um novo local para mandar seus jogos, como podemos conferir em matéria do Jornal do Commercio do dia 20 de outubro de 1918. Ou seja, um mês antes da data conhecida até hoje como a de sua fundação. 


Tufão na verdade foi fundado em 3 de maio de 1917 (Foto: Acervo São Raimundo)

“Realisa-se, hoje, à tarde, no bairro de São Raymundo, a inauguração no novo campo do São Raymundo Sport Club, recentemente construído por iniciativa de sua directoria”. A publicação ainda confirma o local da sede do clube, no mesmo endereço onde hoje está a atual casa do Rei do Norte, “Ainda á noite, em regozijo deste facto, realisar-se-á em sua sede social, á rua Cinco de Setembro, uma soirée (reunião social noturna) dançante”, aponta a publicação.

O Jornal do Commercio de 6 de maio de 1923 também confirma a fundação do clube em maio de 1917 ao invés de outubro de 1918. O mais interessante é que o próprio São Raimundo já comemorava a data organizando amistosos e torneios de futebol contra outras equipes da cidade. 

“Consoante à nossa notícia de hontem realisam-se, hoje, no bairro de S. Raymundo, dois animados encontros de foot-ball entre duas equipes locaes do Luso Sporting Club e o Rio Branco Foot-Ball Club. A população daquelle bairro certamente premiará de enthusiasmo ante esses embates, ávida pela victória dos teams suburbanos. Este festival é em commemoração ao sexto aniversario de fundação do campeão suburbano, S. Raymundo Sport Club”, aponta a matéria.

Atual diretoria

Questionados sobre algum documento que comprovasse a fundação do clube, o atual presidente do São Raimundo, Francisco Boary, disse apenas que existe uma ata de criação da agremiação, mas não soube confirmar com quem estaria o documento. 

Alheio à polêmica, a diretoria do Tufão da Colina segue realizando ações para arrecadar fundos para a festa do centenário, marcada para o dia 18 de novembro deste ano. “Estamos organizando bingos para a grande festa dos cem anos do clube. Esse domingo nós estaremos fazendo o terceiro bingo com muitos prêmios. É um bingo dançante, vai começar às duas da tarde e só termina às dez da noite”, afirmou Boary.

Rebaixado à segunda divisão do Campeonato Amazonense pelo segundo ano seguido, o futebol profissional do São Raimundo só volta à campo no segundo semestre do ano que vem, quando tentará retornar à elite do Barezão em 2019. Ano em que o clube já estará com 102 anos de fundação.  

Publicidade
Publicidade