Publicidade
Esportes
Craque

'O Nacional é um time amador': ex-presidente do clube 'detona' atual diretoria nacionalina

O ex-presidente do Naça, Luis Mitoso, não poupou críticas a atual gestão do Nacional após mais uma derrota para um time do Pará. O ex-mandatário do Leão da Vila Municipal comentou que o clube possui verbas, mas não é profissional 11/08/2015 às 15:57
Show 1
Ex-presidente do Nacional, Luis Mitoso, criticou duramente a atual gestão do Nacional.
Denir Simplício Manaus (AM)

O ex-presidente do Nacional, Luis Mitoso, concedeu entrevista ao CRAQUE na manhã desta terça-feira (11) para falar sobre o convite que recebeu para assumir o futebol do São Raimundo e aproveitou para voltar a provocar o Nacional e, principalmente, a atual diretoria do Leão da Vila Municipal. O dirigente criticou duramente a gestão do Naça e chegou a chamar o ex-clube de amador.

“Saí do Nacional contrariando as posições e as condições que são administradas no clube. Por bem, achei melhor sair. Eram muitas incoerências e resolvi montar o Manaus”, relembra o dirigente.

Questionado sobre a derrota do Naça para o Remo na noite desta segunda-feira (10) e o que fazer para mudar o panorama no clube que dirigiu, Mitoso foi taxativo. “Tudo! A começar pela presidência do clube. O presidente não entende nada de futebol, não vai ao CT (Centro de Treinamento), não acompanha treino... complicado isso", disparou Mitoso.

Além de Mário Cortez, presidente do Nacional, Mitoso também comentou sobre a direção de futebol do Leão da Vila. “Quem é o diretor de futebol do Nacional? O Maneca. O Maneca é um senhor de idade, que deveria estar aposentado. Já deu sua contribuição para o futebol. O presidente precisa estar atento, ser um gestor no clube. O clube fica entregue nas mãos de um supervisor de futebol, que é esforçado, mas não passa disso”, disse o presidente do Gavião, se referindo aos responsáveis pelo departamento de futebol do Leão, Manoel do Carmo Chaves, o Maneca, e o supervisor de futebol do Leão, Cláudio Silva.

O presidente do Manaus FC foi além nas críticas ao Naça e classificou o ex-clube como equipe amadora. “O Nacional é um time amador. Com muito dinheiro, mas amador”, taxou Mitoso, lembrando que o futebol amazonense necessita de novos gestores. “O futebol do Amazonas precisa de novos dirigentes... com mais saúde, com capacidade de arregaçar as mangas. Não precisa desses velhacos que deveriam estar aposentados há muito tempo”, finalizou Mitoso.

Cortez responde

Assim que soube das declarações do ex-presidente, o atual mandatário do Nacional, Mário Cortez, disse não entender o interesse do presidente do Manaus FC no comando do Naça. "Eu não entendo o que o presidente Mitoso tem a se envolver com as coisas do Nacional. Será que não é dor de cotovelo? Durante a administração de quatro anos dele. Apenas no último ano é que ele obteve um título. Nós, em três anos de mandato já fomos vice-campeão, campeão e bicampeão", disse Cortez.

O presidente do Leão ainda completou. "Acho que falta ao presidente do Manaus, ética, lógica e bom senso. Ele precisa passar muito tempo ainda exercitando a carreira de presidente de um time de futebol... não é clube, é time de futebol, para poder aprender e falar alguma coisa", desabafou Cortez.

Cortez ainda chamou Mitoso de inexperiente e de 'neném' no futebol. "Lamento muito a expressão de Mitoso porque ele não tem condições de falar por falta de conhecimento. Portanto, ele ainda é um neném no futebol, ainda precisa aprender muito", disparou o mandatário.

"Aliás, como presidente ele não conseguiu nenhum título no futebol profissional do Nacional. E sim, o título alcançado em 2012 foi na gestão de Gilson Mota. Pronto!", finalizou Cortez. 

Publicidade
Publicidade