Sábado, 20 de Julho de 2019
Peladão 2017

River Plate do Braga Mendes quer ultrapassar todas as barreiras no Peladão

O River Plate/Primavera é um dos times fortes nos campeonatos da comunidade e decidiu levar esse peso para o Peladão 2017



river.jpg (Fotos: Evandro Seixas)
22/09/2017 às 15:37

O River Plate é um dos times mais tradicionais da Argentina, tradição que leva o mesmo nome na Rua Primavera, no bairro Braga Mendes, Zona Norte de Manaus. O River Plate/Primavera é um dos times fortes nos campeonatos da comunidade e decidiu levar esse peso para o Peladão 2017.

A estreia do time no Maior Campeonato de Peladas do Mundo, porém, não foi das melhores. Na casa do adversário, Unidos da Puraquê, foram derrotados por 2 a 0, mas pretendem dar a volta por cima. “Perdemos por questão de afobação. Tanto que em menos de um minuto a gente levou gol e estamos vendo como exemplo a nossa formação para que não aconteça novamente no próximo jogo”, disse o presidente do time, Alef de Oliveira. O time folga na segunda rodada e volta a jogar na terceira contra o Paladinos.

Rivalidade!

O time surgiu em 2011 com o nome de Liverpool, time do coração de Alef, porém a rivalidade falou mais alto, tudo porque o maior rival comprou os equipamentos no modelo da camisa do Boca Júniors.

“Existe uma rivalidade no bairro entre a rua Primavera e a Barão do Rio Branco. Como eles adquiriram o uniforme do Boca Júniors nós inventamos o River Plate”, que garante que nos clássicos portenho-baré, o bairro fica movimentado. “Em dia de clássico, o Braga Mendes pega fogo. Os jogos sempre acontecem no Campo do Braga Mendes e quando o mando é nosso chamamos de Monumental de Nuñez, quando o mando é deles, eles apelidam de La Bombonera”, explicou. A sugestão foi do jogador do time que tem nome de craque: Klisman Oliveira.

Porém a rixa dos dois times não se estendeu para o Peladão, já que apenas o River se inscreveu no Campeonato. “O Boca é peixe pequeno, não se garante em um campeonato desse, não. Só vive na Argentina mesmo, não se expande de lá que nem o River e a nossa ideia de jogar o Peladão foi de divulgar o time e o bairro e, se Deus permitir, fazer que o nosso time passe para a próxima etapa. Mas isso, só o futuro e o nosso esforço vão dizer”, completou o presidente que confessa “eu gostava do Boca (o da Argentina, não o do Braga Mendes), mas virei a casaca”.   
 

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.