Publicidade
Esportes
Craque

'O único culpado pelo rebaixamento sou eu', diz Eurico Miranda um dia após a queda

O presidente do Vasco deu entrevista coletiva e afirmou que não esperava passar por isso e que rebaixamento era uma mancha no currículo dele 07/12/2015 às 14:54
Show 1
Eurico Miranda fala sobre o futuro ddo Vasco, após o rebaixamento
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Um dia após o rebaixamento do Vasco, o presidente do clube, Eurico Miranda, se pronunciou em entrevista coletiva em São Januário. O mandatário cruzmaltino admitiu a culpa pela terceira queda da equipe para segunda divisão do Brasileirão, mas alfinetou o ex-presidente do clube Roberto Dinamite. Segundo Eurico, ao assumir o Vasco, no início do ano, o clube era “terra arrasada” e isso gerou dificuldades para administração em 2015.

“É uma mancha irreparável no meu currículo de 50 anos de clube. Eu esperava não ter de passar por essa situação. Encontrei o Vasco em um quadro que a gente pode classificar de terra arrasada. Achei que era uma situação difícil, mas foi muito mais difícil. O único e exclusivo responsável pelo rebaixamento sou eu. Esperava não ter que passar por isso", declarou.

Quanto ao elenco, Eurico foi direto: Jorginho e Zinho permanecem no Vasco. No caso dos jogadores, os que ainda têm contrato continuam. Para os jogadores que terminaram os seus compromissos com o cruzmaltino, um análise será feita para saber se renovarão ou não.

Confira alguns trechos da entrevista coletiva:

Sobre um possível afastamento por problemas de saúde

“Alguns dizem que vou fazer tratamento nos Estados Unidos, que ando com dificuldade... Eu estou bem. Posso não estar 100%, mas nada que me impeça de honrar o compromisso que assumi no ano passado. Estou bem, posso não esta 100%, mas estou bem. Aqueles que esperavam que eu me afastasse, nenhuma chance''.

Maior erro dele na administração do Vasco em 2015

“O erro do Eurico Miranda foi não ter superado essa barbaridade de problemas que a gente enfrentou. Quando se encontra um clube como eu, como se faz investimento? Erro foi a gente não ter recursos para fazer lá atrás o investimento que a gente precisava fazer. Tinha três meses de salário atrasado, impostos atrasado... Como ia contratar. Não tenho uma dívida nessa nova administração. Edmundo está recebendo R$ 3 milhões. Quem fez essa dívida?”.

Situação ao chegar no Vasco

“Era terra arrasada. Hoje posso dizer que o Vasco tem a sua situação fiscal regularizada. Impostos recolhidos, FGTS também. E os salários estão em dia em todo o quadro funcional. Porque foi feito isso? Aprovam leis nesse país e não as aplicam. Esse cidadão Roberto Dinamite passou sete anos no Vasco e não recolheu um centavo de imposto, um centavo de Fundo de Garantia, e me deixou com três meses de atraso de salário. Jogadores e quadro funcional”.

Erros de arbitragem que prejudicaram o Vasco

“No último jogo tivemos um pênalti não marcado. Alertamos a CBF, mas nenhuma providência foi tomada. Não uso como justificativa. Mas falo isso em homenagem a um grupo de jogadores que se dedicou e no final não teve o seu objetivo concretizado”

“Alguns clubes foram prejudicados, mas ninguém foi mais prejudicado pela arbitragem do que o Vasco”.

Permanência de jogadores

“Martín é jogador do Vasco, Nenê também. Ambos têm contrato. Claro que só continua se quiser. Para sair precisam ser liberados. Não tenho esse interesse”

Viagem para a Sibéria

“Morar na Sibéria, disse que se caísse iria morar lá para ficar longe. Se não fossem as razões que levaram a isso, se eu não tivesse a minha justificativa pessoal, não ficaria aqui nem mais um minuto. Nem precisava ir para Sibéria. Tem gente que ficou triste porque queria me acompanhar”.

Publicidade
Publicidade