Publicidade
Esportes
Craque

Operação ‘vira-vira’ com Paulo Morgado no Nacional

Treinador começa a traçar os planos para tirar o Nacional do buraco e conquistar vaga na segunda fase da competição 12/08/2015 às 08:54
Show 1
Paulo Morgado assume o Nacional com a missão de melhorar a situação do time no grupo A da série D
Camila Leonel Manaus (AM)

No grupo A da Série D do Brasileirão, o Nacional soma quatro pontos e está em terceiro. O Leão ainda tem quatro jogos pela frente e precisa voltar a vencer para sonhar com o tão esperado acesso para a Série C. Com o revés contra o Remo na última segunda (10), a diretoria do Naça correu para tentar mudar a situação do time e, na tarde de terça-feira (11), anunciou um novo treinador para substituir Aderbal Lana: o português Paulo Morgado.

O anúncio foi feito pelo vice-presidente do clube Manoel do Carmo Chaves, o Maneca. A novidade é que a decisão não foi tomada apenas pela cúpula do Nacional. Antes do anúncio, o nome de Morgado foi apresentado ao plantel como substituto de Lana e aprovado com unanimidade pelo grupo.

"Nós acabamos de decidir, juntamente com o nosso grupo de jogadores,  a escolha do treinador para substituir o Aderbal Lana, que está deixando a direção técnica do futebol profissional para se dedicar à escolinha de futebol que ele mesmo ajudou a criar. Não foi uma escolha individual do presidente Mário Cortez. Foi a opção de várias pessoas" , explicou.

Maneca afirmou que o motivo que levou o clube a uma solução caseira foi o fato de jogadores e técnico já se conhecerem. Paulo Morgado chegou ao Nacional em março para treinar as categorias de base e, durante o Campeonato Amazonense, ele foi auxiliar técnico do Lana. Nas palavras de Maneca optou-se por “dar continuidade ao projeto”.

“Vamos trabalhar bastante, o nível técnico principalmente. Mudar a intensidade dos treinos, mudar os horários, fazer menos treinos, mas trabalhar com mais qualidade. Não quer dizer que o que estava sendo feito aqui não tivesse qualidade, mas vamos fazer diferente. São métodos diferentes, mentalidades diferentes e eu tenho que agradecer por hoje estar aqui ao mister Lana”, disse.

O próximo jogo do Naça será no dia 22 contra o Remo, e a promessa do novo treinador nacionalino é trazer um time diferente contra o Remo. Além disso, Morgado salientou que a missão Série C, não é impossível.

“Temos 13 a 14 dias para trabalhar, o que facilita pelo fato de eu conhecer o grupo e o grupo conhecer a mim também. O primeiro jogo é muito difícil. Sabemos que é uma missão difícil, mas não é uma missão impossível. Temos quatro finais pela frente para tentar mostrar serviço e terminar esta série D com honra e subir para a série C”, comentou.

Publicidade
Publicidade