Publicidade
Esportes
Craque

Operário encara o Iranduba tentando evitar mais uma goleada

A jovem equipe do Sapão da Terra Preta enfrenta o Hulk sem um de seus principais jogadores: o goleiro Victor. O Hulk que aproveitar a ausência do arqueiro pra chegar a quinta vitória no Barezão 15/05/2015 às 17:48
Show 1
Operário encara o Iranduba tentando evitar mais uma goleada no Barezão.
Denir Simplício Manaus (AM)

Operário e Iranduba se enfrentam neste sábado (16), às 15h30, no Campo da Ulbra, na Zona Centro-Sul de Manaus, tentando amenizar a vexatória campanha no Barezão 2015. Com 16 pontos na tabela e ocupando a 7ª posição no campeonato, o Hulk irandubense vai tentar impor ao Sapão da Terra Preta a 15ª derrota seguida na competição.

Como se não bastasse ser a pior defesa do Brasil, o Operário ainda tem o desfalque do  goleiro Victor, que foi expulso contra o Rio Negro. Outro que não encara o Hulk é o atacante Robenilson. Sem a referência no já combalido sistema defensivo e sem um dos homens de frente o Sapo pode se tornar presa fácil para o time comandado por Sérgio Duarte.

Com apenas um ponto ganho ainda na primeira rodada diante do Princesa, o “pobre Sapo” de Manacapuru luta para sair do campeonato com pelo menos uma vitória no torneio.

Pelos lados do Iranduba, a única ausência corfirmada é a do volante Robson e a razão do desfalque do jogador é no mínimo inusitada. O atleta do Hulk contraiu catapora e não tem condições de enfrentar o Operário na Ulbra.

Mesmo encarando a “mãe de todas as peneiras do Brasil”, o atacante Ernandes, do Iranduba, prevê um duelo duro com os defensores do Sapão. “Será o jogo mais dificil do Estadual ...e temos que respeitar muito o Operário. Temos de estar muito focados pra colocarmos nosso jogo em prática”, alertou o camisa 9 do Hulk.

O centroavante, que já balançou as redes dos adversários no Amazonense em cinco oportunidades, continuará atuando isolado no ataque do Iranduba, sendo municiado pelos meias Vidinha e Kelve.

O jogador, de 32 anos, almeja ajudar o time a vencer os três últimos duelos no Estadual, se possível fazendo gols, e arrumar uma outra equipe para atuar no segundo semestre.

 “Meu objetivo é vencer esses três últimos jogos e fazer gols. Depois é buscar um novo clube pro restante do ano”, encerrou o artilheiro.


Publicidade
Publicidade