Quarta-feira, 26 de Junho de 2019
Craque

Paciência é ponto fraco do Princesa do Solimões

Zé Marco falou que o time “pagou o preço” por não matar a partida, já que fez 1 a 0 aos 20 minutos do segundo tempo e depois praticamente não criou, sofrendo o empate nos minutos finais da partida.



1.jpg Zé Marco afirmou que o time também "não teve paciência"
10/05/2015 às 22:47

A falta de paciência tem custado caro ao Princesa, que nos últimos jogos tem sempre sido alvo de polêmica após o envolvimente de jogadores e até membros da comissão técnica em discussões e até brigas depois das partidas.

Após o empate em 1 a 1 com o Iranduba, o técnico Zé Marcos  falou sobre a questão. “Hoje faltou (paciência). Nos outros jogos não, mas hoje faltou mais tranqüilidade, rodar a bola de um lado pro outro até achar a situação”, declarou o treinador, para quem o time “em momento algum” jogou melhor.

“O Princesa não veio a campo, a verdade é essa”, disse ainda o treinador, afirmando que o time “pagou o preço” por não matar a partida, já que fez 1 a 0 aos 20 minutos do segundo tempo e depois praticamente não criou, sofrendo o empate nos minutos finais da partida.

Com 31 pontos, o Princesa está empatado com o Fast, mas caiu uma posição por ter menor saldo de gols do que o Rolo Compressor. Na próxima semana, o Tubarão enfrenta o Manaus, no Carlos Zamith, às 16h.


Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.