Publicidade
Esportes
SOLIDARIEDADE

Leite arrecadado na Copa A Crítica de Dominó é doado para ONG em Manaus

Os pacotes de leite arrecadados no torneio vão beneficiar a organização não-governamental Aldeias Infantis SOS Manaus 19/07/2018 às 15:34 - Atualizado em 19/07/2018 às 15:34
Show doa  o aldeias infantis
Doação de 495 pacotes de leite foi feita para ong que atende mais de 150 crianças e adolescentes em Manaus. Foto: Winnetou Almeida/A crítica
Jéssica Santos Manaus (AM)

Foi realizada nessa quarta-feira (18) a doação dos pacotes de leite em pó arrecadados com as inscrições da Copa A Crítica de Dominó, realizada no mês de junho. No total, 495 pacotes de leite foram doados para a organização Aldeias Infantis SOS Manaus, que fica no bairro Alvorada, Zona Centro Oeste da cidade. 

Quase 400 duplas participaram da Copa A Crítica de Dominó, um dos maiores campeonatos da modalidade no Estado e, além disso, no momento da inscrição, realizaram um ato de solidariedade levando pacotes de leite para serem doados posteriormente. A instituição beneficiada  com os pacotes de leite em pó atende crianças e adolescentes no acolhimento e em atividades de fortalecimento familiar e comunitário em Manaus. 

“O leite é uma coisa importante para todo mundo, então vai servir para as crianças, para a alimentação presente em todos os nossos três projetos diretos, e servirá para a manutenção deles. Então só temos a agradecer por terem lembrado de nós, que existe esse projeto social das Aldeias Infantis, e que a gente trabalha com toda seriedade e envolvimento. Toda doação é sempre muito bem-vinda”, destacou a assistente social da Aldeias Infantis Manaus, Ilka Lemos.  

Os três projetos presentes nas Aldeias Infantis SOS Manaus são: o Acolhimento Institucional - modalidade casa-lar, que acolhe crianças vulneráveis; o projeto Cuide Bem de Mim, voltado às crianças autistas; e o Espaço Vital, em que assistentes vão até as casas de gestantes e mães de bebês de 0 a 3 anos para dar apoio à família.

Além desses projetos, três Centros Municipais de Educação Infantil fazem parte do espaço da organização Aldeias Infantis, e várias crianças usufruem do benefício de passarem o dia na Aldeia, no contraturno escolar, com atividades educativas alternativas. Existe ainda o plano de por em prática mais um projeto: A Casa de Oportunidades, que será voltada para oferecer cursos a jovens para que eles tenham perspectivas de conseguir um emprego.

Social é primordial

O coordenador da Copa A Crítica de Dominó, Arnaldo Santos, enfatiza que a missão dos projetos ligados à Rede Calderaro de Comunicação (RCC) é contribuir com a sociedade. “Tudo que está sob nossa gestão foi pensado primeiramente pelo seu Umberto Calderaro, que criou o jornal (A Crítica) para a sociedade, fez o (campeonato) Peladão dentro dos bairros, então, tudo o que fizermos dentro da RCC, é para contribuir para a sociedade. Daí a importância dessa ação nas Aldeias Infantis”.

O Peladão também realiza todos os anos sua missão social de integrar as comunidades através do esporte, realizando o Sopão do Peladão para as comunidades além de outras ações como Peladão Verde, que levou a mensagem da necessidade de preservação ambiental.

Por uma infância feliz

Ilka Lemos, assistente social das Aldeias Infantis SOS Manaus, explica que o objetivo dos projetos sociais da Aldeia é atender crianças (de 4 a 7 anos) e adolescentes no acolhimento e fortalecimento familiar e comunitário. “A gente tem nossos projetos, e todos trabalham com a comunidade. A nossa missão é prevenir que aconteça a violação dos direitos das crianças, e é mais fácil prevenir do que remediar depois. Queremos que as crianças tenham uma infância feliz”, enfatiza ela. 

A ONG Aldeias Infantis SOS de Manaus atende hoje cerca de 20 crianças autistas, 150 crianças no contraturno escolar, e nove crianças abrigadas no projeto Casa-lar, que é necessário quando se esgotam todas as possibilidades da criança permanecer no seu lar, através de decisão judicial.

“Abrigamos essas crianças numa casa que possui uma mãe-social, cuja diferença para a mãe real é apenas que ela tem folgas e férias, mas ela possui os deveres de levar as crianças à escola, médico, de ter todos os cuidados em casa, e oferecemos um lugar agradável, com aspecto de família”, esclarece Ilka.

Publicidade
Publicidade