Publicidade
Esportes
Craque

Palco Olímpico: Manaus recebe 5ª edição das 4 Horas de Corrida Revezamento, na Vila Olímpica

Competição por equipes promete reunir mais de 1,2 atletas na pista de atletismo do complexoa. Além de prêmios em dinheiro, troféus e medalhas os participantes têm a oportunidade única de disputar uma prova no palco digno de campeões 02/08/2015 às 16:29
Show 1
Prova de revezamento promete levar mais de 1,2 atletas para a pista de atletismo da Vila Olímpica de Manaus.
Denir Simplício Manaus (AM)

Quem nunca desejou participar de uma competição do nível de uma Olimpíada? Qual o atleta que jamais se viu cruzando a linha de chegada de uma pista de atletismo em meio a outros competidores? Pois bem, chegou a hora de realizar o “Sonho Olímpico”: a pista de atletismo da Fundação Vila Olímpica de Manaus recebe, no próximo dia 15, as 4 Horas de Corrida - Revezamento Amazonas 2015.

A prova  chega a sua quinta edição e retorna ao palco onde os atletas de ponta do atletismo mundial treinam e lutam para superar recordes. Na corrida por equipes vence o grupo de corredores que conseguir dar mais volta na pista da Vila.

Trabalho em equipe

As 4 Horas de Revezamento podem ser disputadas por equipes de quatro ou oito participantes. Sendo que, nos  grupos de quatro atletas, obrigatoriamente, terá de ter uma mulher. E nas equipes de oito corredores, pelo menos duas mulheres terão de estar inscritas. A organização do evento limitou a inscrição a 100 equipes de quatro corredores(cada atleta correrá uma hota) e outros 100 com oito participantes (cada atleta correrá 30 minutos).


A Endurance ainda disponibilizou 20 vagas para os “atletas solitários”. Ou seja, aqueles corredores que vão correr as 4 horas sem parar.

Com premiação total de  R$ 6 mil distribuídos entre os três primeiros colocados de cada categoria, a competição ainda premiará com troféus e medalhas todos os participantes.

Uma das peculiaridades da prova é a “passagem do bastão”, que na verdade é uma tornozeleira com um chip que será repassado à cada integrante da equipe. Cada equipe terá seu box à beira da pista de atletismo e a cada 30 minutos acontece a troca dos corredores. Para as equipes de quatro participantes a mudança ocorre após uma hora na pista da Vila Olímpica.


Resistência e sincronia podem fazer toda a diferença na prova, mas tem atleta que prefere ultrapassar limites.

É o caso de  Raimundo Nonato Batista, de 55, que é um dos pioneiros das “4 Horas de Corrida”. O atleta diz que seu  segredo é treino e disciplina. “Participo dessa prova desde o início, em 2011. Treino quatro vezes por semana, três horas por dia. A sensação de correr na pista da Vila é das melhores. Por isso não deixo de participar”, comentou o atleta, que prefere correr a prova sem equipe, ou seja, Raimundo permanece quatro horas correndo sem parar.

Publicidade
Publicidade