Publicidade
Esportes
Dinamite desabafa após derrota

Para capitão Roberto Dinamite, detalhes determinaram a derrota do Fast

O capitão do Fast foi um dos poucos que comentaram a derrota da equipe neste sábado e ele acredita que as chances desperdiçadas foram fundamentais para o resultado 25/03/2017 às 21:03 - Atualizado em 25/03/2017 às 21:06
Show whatsapp image 2017 03 25 at 20.46.11
O capitão ainda credita na força do Fast durante o campeonato (Foto: Winetou Almeida)
Camila Leonel Manaus (AM)

O baque da primeira derrota no campeonato amazonense parece que tirou as palavras dos jogadores do Fast após o clássico Pai e Filho . Um dos poucos jogadores que se dispuseram a comentar sobre a partida foi o capitão fastiano, Roberto Dinamite, que resumiu que a derrota veio por chances não convertidas pelo Tricolor de Aço.

“Tivemos oportunidades e a gente não fez. Infelizmente, os caras vieram em duas bolas paradas e fizeram. Futebol é detalhe. O Fast fez 1 a 0. O Nacional teve oportunidade de empatar, jogou atrás da linha da bola por uma jogada, catimbaram o jogo e acharam esse gol. Isso é clássico e ele é resolvido em detalhes, mas o campeonato é longo e sem dúvida a gente vai chegar entre os quatro”, disse o meia.

Perguntado se o time ainda é assombrado com a lembrança da Copa Verde e se a derrota de sábado pode gerar pressões internas, ele tranquiliza e ressal que o grupo fastiano é forte.

“A Copa Verde passou. A gente é o atual campeão e tem um bom elenco, então quando não vem o resultado, vem a cobrança. Isso é futebol! Agora é voltar às atividades e fechar com o grupo, nosso grupo é forte e tá tudo sob controle”, finalizou.

Com a derrota por 2 a 1 o Fast cai para a terceira colocação na tábua de classicação, com seis pontos ganhos.

Publicidade
Publicidade