Sábado, 14 de Dezembro de 2019
Coletiva Seleção Parreira

Parreira fala com otimismo sobre atuação do Brasil na Copa das Confederações

Depois da vitória contra o México, jogadores ganharam folga. Diretor técnico da Seleção, Carlos Alberto Parreira, fez declarações otimistas e de confiança na equipe



1.png O diretor técnico está empolgado com o Brasil
21/06/2013 às 08:32

A liderança momentânea do grupo A da Copa da Copa das Confederações, a atuação de gala na vitória sobre o México e o favoritismo diante da Itália no jogo se sábado na Arena Fonte Nova, tranquilizaram o ambiente na equipe de Felipão, que nessa quinta-feira(20) teve o descanso merecido.

 Na coletiva de imprensa da CBF que aconteceu no hotel marina Park, na região central de Fortaleza, onde Neymar e cia ficaram hospedados, quem deu as declarações mais contundentes em nome da Seleção foi o diretor técnico Carlos Alberto Parreira. O ex-técnico da Seleção falou sobre a possibilidade de um confronto com a Espanha numa final. "Não temos medo do futebol espanhol".



Parreira, no entanto, disse que a confiança na Seleção  não pode ser confundida com subestimar a Fúria. "Nós respeitamos eles. Consideramos o futebol espanhol um dos melhores do mundo. O Barcelona está na história. Eles têm números imbatíveis. Nós estamos aguardando com ansiedade para esse jogo, pois será um choque de estilo. Acreditamos que o Brasil pode incomodar a Espanha e a Espanha não costuma enfrentar isso", disse.

Embora a vitória sobre o México tenha sido convincente, o Brasil ainda tem dois compromissos decisivos pela frente e tem que vencê-los se quiser decidir o título. As declarações de Parreira são otimistas, mas a Itália é a vice-líder do grupo, com duas vitórias, a última desgastante por 4 a 3 num jogo embaçado contra os japoneses. ^O jogo contra a Espanha ainda está longe. Temos jogos pela frente antes de encontrá-los", equilibrou Parreira.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.