Publicidade
Esportes
Craque

‘Partiu, Sibéria’: Eurico Miranda disse que se isola na região russa caso o Vasco seja rebaixado

O presidente vascaíno voltou a afirmar que o time de São Januário não cairá para a Série B do Brasileirão. O mandatário não assegura Roth no cargo 14/08/2015 às 14:56
Show 1
Eurico Miranda afirmou que se muda pro lugar mais distante da Sibéria caso perceba que o Vasco será rebaixado.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

A lanterna do Campeonato Brasileiro está deixando os nervos dos torcedores do Vasco à flor da pele. A prova disso foi a recepção truculenta ao time depois da derrota frente ao Santos na última rodada. Cusparada e agressões verbais deixaram o clima ainda mais tenso em São Januário. Por outro lado, o presidente Eurico Miranda nem quer falar em rebaixamento e afirmou que não assegura Celso Roth no comando da equipe em novo tropeço.

“As pessoas têm de me conhecer. Celso é o treinador. Qualquer um que está aqui no Vasco e é funcionário pode deixar de ser a qualquer momento. Quem me conhece sabe como eu funciono", disse Eurico durante as apresentações de Jorge Henrique e Seymour, insinuando que Roth pode ser demitido em caso de um resultado ruim contra o Coritiba, no sábado (15), às 17h30 (hora Manaus), no Maracanã.

Mantendo a linha polêmica, Eurico Miranda voltou a afirmar que o Vasco não será rebaixado para a Segunda Divisão nacional e afirmou que se isola do mundo, se pressentir a queda.

“Já falei que a palavra rebaixamento aqui é proibida. Se eu achar que o Vasco vai ser rebaixado, vou procurar o ponto mais distante da Sibéria e vou para lá. Se nada for feito pode ter essa consequência. Ficar falando sobre o que pode acontecer não adianta”, disse o presidente vascaíno.

Com apenas 13 pontos em 18 jogos do Brasileirão, o Vasco segura a lanterna da competição e tem confronto direto contra o rebaixamento com o Coxa, neste sábado, pela última rodada do primeiro turno do campeonato.

Publicidade
Publicidade