Publicidade
Esportes
Craque

Passe de nadadora amazonense é cobiçado por clube paulista

Isabelle Nobre, de 19 anos, recebeu convite para representar São Paulo em competições nacionais 19/05/2015 às 14:25
Show 1
Isabelle exibe as medalhas conquistadas no Norte-Nordeste, mas pode deixar o AM
Paulo André Nunes Manaus (AM)

As conquistas em menos de quatro meses competindo em Presidente Prudente (SP) impressionaram tanto os olhos dos dirigentes do clube Apan que os paulistas já fizeram uma proposta de federar a nadadora amazonense Isabelle Nobre, 19, por aquele Estado. O convite foi revelada pela mãe da atleta, Cláudia Nobre, após a participação da filha no Campeonato Brasileiro Norte-Nordeste disputado no final de semana em João Pessoa (PB).

Na competição, Isabelle teve uma de suas melhores participações em provas nacionais. Ela conquistou nada menos do que sete medalhas de ouro, sendo cinco individuais (100m livre, 200m livre, 400m livre, 100m borboleta e 100 m costas) e mais duas em revezamentos (4x50m livre e 4x50m medley) representando o Amazonas pelo Instituto Pedro Nicolas Sena da Silva. A nadadora ainda assegurou o melhor índice técnico da competição na categoria Júnior. Em abril, pelo Brasileiro, Isabelle quebrou o recorde amazonense absoluto dos 200m com a marca de 2,10,87, melhorando em 2 segundos a marca que pertencia a atleta Luciane Barroncas desde 2005.

“Lá em Presidente Prudente ficaram surpresos com a evolução da Isabelle. Eles falaram que a adaptação de um atleta como ela é de 6 meses a 1 ano. Mas ela já 4 meses e vem despertando a atenção. Nos deram até julho para que ela seja federada por São Paulo pois estão perdendo pontos”, explica Cláudia Nobre.

Um dos fatores que ainda mantém a nadadora competindo pelo Amazonas é que ela é beneficiada pelo Bolsa-Atleta do Município que, por sua vez, encontra-se temporariamente suspenso, segundo a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semjel) devido a denúncias de irregularidades: foi constatado que alguns atletas utilizavam o repasse para pagamento de, por exemplo, parcelas de empréstimos financeiros e de veículos ao invés do investimento para a prática esportiva.

Na semana passada, por meio de sua assessoria de comunicação, a Semjel comunicou que, ainda neste mês serão pagos benefícios a 29 atletas cadastrados enquanto que outros 92 estão em análise. Se a situação não for normalizada o quanto antes, a transferência da atleta para São Paulo pode ser inevitável.

“Em Presidente Prudente ela recebe estadia em apartamento, alimentação e vale-transporte. Recentemente, paguei do meu bolso R$ 1.850 por um maiô da Speedo para ela, que precisa de dois desses para disputar as provas. E tem mais as vitaminas e outras coisas mais. Nós, da natação, sempre prestamos contas do Bolsa-Atleta. Acho que não podemos é pagar pelas irregularidades que os outros possam ter cometido”, comenta a mãe da nadadora campeã.

Em números

Sete medalhas foram conquistadas por Isabelle Nobre durante o Norte-Nordeste em João Pessoa (PB). Sua próxima competição será nos dias 3 a 4 de julho, em Anápolis (MG), pelo Brasileiro de Piscina Curta.

Publicidade
Publicidade