Publicidade
Esportes
Craque

Paulo Morgado estreia no 'Duelo de Leões' e time tem que bater o Remo para seguir vivo na Série D

Técnico português terá a primeira e díficil missão como técnico do Naça de vencer o Leão paraense dentro do Pará 21/08/2015 às 20:16
Show 1
Português estreia no comando do Nacional fora de casa contra o Leão paraense
Anderson Silva Manaus (AM)

De técnico novo e esperanças renovadas, o Nacional inicia hoje o returno da Série D. De cara, o Nacional  encara mais um “Duelo de Leões”, desta vez no Pará, contra o Remo. A partida será no estádio Arena Verde, em Paragominas, às 17h30.

A missão de passar pelo time paraense, que lidera o Grupo A1 da Série D - e  que na última partida na Arena da Amazônia, venceu o Nacional por  1 a 0 -, está nas mãos do ex-auxiliar Paulo Morgado, que após a queda de Aderbal Lana assumiu o grupo com a  missão de classificar a equipe que ocupa penúltima colocação na tabela. 

“Penso que estes 12 dias foram suficientes para dar uma cara nova no time”, disse o treinador, que finalizou os trabalhos na tarde de ontem no local do jogo, e espera que a equipe assimile tudo o que foi passado na durante a semana.

“Vimos o campo hoje (ontem) e vai ser difícil para os dois times. O campo é muito duro. Mas deu para trabalhar o suficiente. Claro que tem situações que só com o tempo os jogadores conseguem adquirir como por exemplo as rotinas”, explicou Morgado, que não conta com,os meias Charles, com uma lesão na coxa esquerda; e Danilo Rios, que cumpre suspensão pelo terceiro amarelo, assim como o zagueiro Robinho.

Durante a semana no CT Barbosa Filho, Morgado afirmou que iria com um novo esquema tático. “Não quero que o time marque de forma individual. Quero um time compacto”, afirmou o português.

Motivação em alta

O momento vivido pelo Leão na tabela não interfere na motivação dos atletas, que prometem muita entrega em busca da vaga na próxima fase.

“Motivação sempre será a mesma, pois graças a Deus estamos em um time que cumpre com tudo que prometeu (com os atletas). Temos que fazer nossa parte agora e não vai ser a mudança de treinador que vai mudar o ânimo ou é por isso que virão as vitórias. A gente tem que mudar nossa postura, dar mais um pouco de nós para sair com as vitórias. É o que importa agora”, declarou o zagueiro Mauricio Leal.

Publicidade
Publicidade