Publicidade
Esportes
Craque

Pavimentou: Fast goleia Manaus, vence a Copa Amazonas e quebra jejum de 44 anos sem títulos

Rolo Compressor atropelou o Gavião do Norte por 5 a 2 e além de derrubar longo período sem conquistas no futebol profissional garantiu o direito de disputar a Copa Verde 2016 ao lado do Nacional 31/10/2015 às 09:42
Show 1
Fast Clube goleia Manaus FC na final da Copa Amazonas e encerra jejum de títulos.
Anderson Silva Manaus (AM)

O dia 30 de outubro vai ficar marcado na história do Fast Clube, não só pela conquista da Copa Amazonas e a inédita vaga para a Copa Verde 2016, mas por finalmente ter saído da fila dos 44 anos sem a equipe profissional levantar uma taça. A goleada de 5 a 2 - de virada - sobre o Manaus FC, na noite desta sexta-feira, no estádio Carlos Zamith, serviu apenas para o Tricolor confirmar o favoritismo na competição. A histórica goleada do Rolo Compressor contou com os gols de Jack Chan (2), Romarinho (2) e Delciney. Clailson e Purá descontaram para o Gavião.

Manaus com vantagem

Com a vantagem do empate para ser campeão, o Manaus se limitou a apenas jogar no contra-ataque. A força e a rapidez do ataque Tricolor foi o principal motivo para deixar a defesa do Gavião atenta aos velozes Jack Chan, Railson, Romarinho e Weverton.

O Manaus suportou a pressão inicial do Fast. Em um dos lances, o goleiro Jonathan defendeu com os pés o chute de Railson. A aposta do contra-ataque só deu certo no único ataque do Manaus. Aos 28, na troca de passes, o Manaus alargou mais a vantagem. Serginho tocou para Tety que avançou pela esquerda e cruzou rasteiro para Clailson estufar as redes: 1 a 0.


O Placar obrigava o Fast a fazer dois gols para ser campeão. E a persistência do Rolo Compressor fez o clube alcançar o empate. Aos 27, Romarinho roubou a bola de Fabio Gomes e tocou para Weverton, que deixou Jack Chan na cara do gol: 1 a 1.

Na segunda etapa, o Fast voltou com ainda mais velocidade pelas laterais e o gol não demorou a sair. Aos seis minutos, Romarinho subiu pela direita e chutou com categoria de fora da área no canto direito do goleiro Jonathan: 2 a 1.

Rolo Compressor pavimentou o Gavião

Depois do segundo gol, o Fast realmente se tornou uma “máquina”, Novamente na velocidade o Tricolor chegou ao terceiro gol. Weverton invadiu a área pela direita e o zagueiro Fábio Gomes derrubou o jogador. Pênalti. Na cobrança, Delciney colocou no canto direito baixo: 3 a 1. Dez minutos depois, Jack Chan voltou a marcar. O veloz atacante saiu desde a área do Fast, se livrou da marcação e na saída do goleiro marcou o quarto.


Aos 36 foi a vez de Romarinho, novamente marcar. Junior Neymar subiu pela direira e tocou rasteiro para o atacante empurrar pro gol: 5 a 1. O Manaus ainda descontou com Purá aos 49 minutos da segunda etapa: 5 a 2.

Festa dos jogadores e invasão da torcida fastiana no gramado do Zamithão para a merecida comemoração de um título após mais de quatro décadas na fila.

Publicidade
Publicidade