Publicidade
Esportes
Craque

Pela sobrevivência na Série D, Nacional aposta todas as fichas na partida contra o Rio Branco

Leão de Fé: o Nacional entrará em campo com força máxima e pediu uma ajuda dos céus para o jogo contra o Rio Branco 31/08/2015 às 09:19
Show 1
Nacional se une para o jogo contra o Rio Branco, que pode significar a sobrevivência na série D
Anderson Silva e Camila Leonel Manaus (AM)

O futuro do Nacional nesta temporada será decidido na noite desta segunda-feira (31) contra o Rio Branco às 20h, na Arena da Amazônia. Para o Leão, só a vitória interessa e o time vem trabalhando para chegar ao seu objetivo, mas como toda ajuda é sempre bem vinda, o time decidiu pedir uma força do “alto”.

Antes do início das atividades na tarde de ontem, os atletas se reuniram e receberam a visita de um pastor evangélico, que orou pelos jogadores e deu uma palavra de incentivo ao grupo.

Para o técnico Paulo Morgado, esse incentivo é um ponto positivo, mas que o mais importante já foi feito durante a semana. “Isso é positivo, mas o que é mais importante é o trabalho durante a semana, a  estratégia que nós temos voltada para o adversário, o foco que nós temos amanhã (hoje). Na minha opinião, por mais orações que a gente faça, se não estivermos focados, nós não vamos vencer o jogo”, opinou.

Morgado confia no trabalho que o time fez durante a semana

A situação do Nacional na Série D é dramática. Com a vitória do Náutico-RR ontem sobre o Vilhena (2 a 1), o campeão amazonense virou lanterna do  grupo A1.  Também pudera, o  time amazonense não sabe o que é vencer  há 43 dias. O Leão tem quatro pontos na tabela. O Rio Branco tem  11 e uma derrota diante dos visitantes ou um simples  empate significa mais uma eliminação precoce.

Para que isso não aconteça, o clube azulino confia num jogador que pode desequilibrar:  Danilo Rios. Anunciado como a grande contratação do time para a Série D, o jogador até o momento marcou apenas um gol. Com a mudança de treinador, DR10 acredita numa nova fase para o Naça.

“Realmente a campanha que estamos fazendo até agora está muito abaixo do que podemos fazer. Esperamos quebrar a sequência sem vitórias e que  possamos dar uma esperança de  classificação. Temos que fazer o que o Paulo (Morgado, técnico) está pedindo. É pressionar. Um empate classifica eles e eles vão vim defensivamente”, disse o meia, que cumpriu suspensão pelo terceiro amarelo na derrota para o Remo, no interior do Pará.

A primeira partida sob o comando do técnico Paulo Morgado na Arena vai ser cercado de expectativas, principalmente no posicionamento do jogador que poderá ir pra cima da defesa adversária.

“O mais importante é marcar mais firme e não deixar o time deles respirar. É marcar forte e impor o nosso jogo para sairmos vitoriosos”, frisou.

O fato de jogar em casa e não tomar gols é uma das estratégias do meia, que também revelou preocupação com os gols sofridos pela equipe.  “Temos que fazer valer nossa vantagem de jogar em casa. É trabalhar bem a bola para marcar. Temos que jogar, aproveitar as oportunidades e não tomar mais gols. Em todos os jogos a gente vem tomando gols, só contra o Vilhena não. Temos que fazer o simples e aproveitar as  chances”, analisa DR10, curado das dores nas costas.


Danilo Rios é uma das esperanças do Nacional para o jogo desta segunda

Vencer e Vencer

O Nacional entra em campo na noite desta segunda-feira  (31) como último colocado do grupo A1. Com a vitória sobre o Vilhena, no último domingo (30), o Náutico-RR tem os mesmos quatro pontos que o Naça, mas possui uma vitória a mais. Como se não bastasse a desconfortável lanterna do grupo, o time de Paulo Morgado precisa vencer o Rio Branco na noite te hoje. Se empatar  o Nacional chegará  a cinco pontos, podendo, no máximo chegar até os 11 pontos, já para o Rio Branco, o empate levaria a equipe do Acre aos 12, não podendo mais ser alcançada nem Nacional,  nem pelo Vilhena.

Além de vencer o Rio Branco, Nacional precisará vencer Vilhena e Náutico, além de torcer por um tropeço do Rio Branco contra o Remo. Para evitar uma queda dentro de casa, o técnico português tratou de armar uma equipe ofensiva, rápida e objetiva. A estratégia é para que a equipe não perca tempo, já que o Rio Branco poderá vir na buscando um empate.

“Acredito que o Rio Branco vai vir fechado e não vamos esperar pelo adversário. Eles vêm pelo empate, para não sofrer gols e nós vamos tentar ser inteligentes. Tentar não deixar eles jogar e aproveitar esse calor para atrapalhar eles”, revela o treinador do Leão, que confirmou os  meias Charles e Danilo Rios na partida, mas em posições diferentes. Paulo Morgado tem a consciência de que esta pode ser á última chance do Nacional e por isso, vai armar um time ofensivo.

“Temos a mentalidade de que é a última oportunidade que nos temos para conseguir fazer os três pontos. Roubar os três pontos do Rio Branco, porque vencendo, estamos roubando três pontos. O nosso adversário tem feito um campeonato mais positivo que o nosso estão com 11 pontos, nós temos quatro, por isso os favoritos acabam por ser eles, mas nós temos trabalhado bem durante a semana confiante que podemos ganhar do Rio Branco”, explicou o treinador.

Os jogadores se reuniram antes do treino para um momento de reflexão e oração

Publicidade
Publicidade