Terça-feira, 16 de Julho de 2019
Craque

Peladão 2013 inicia neste sábado (31), tendo como protagonistas, jogadores e rainhas

Haverá um torneio, com jogos de 30 minutos, envolvendo os quatro melhores colocados da última edição e a presença das 506 candidatas à rainha do Peladão, deixando o evento muito mais bonito de ver



1.jpg Estádio do Sesi vai receber a abertura do Peladão 2013

A maratona de jogos, nervosismo e emoções à flor da pele do Peladão Verde 2013 recomeça neste sábado (31). A largada do maior campeonato de peladas do mundo -promovido há 41 anos pela Rede Calderaro de Comunicação (RCC) - acontece a partir das 14h30, no estádio do Clube do Trabalhador (Sesi), localizado no bairro do Coroado (Zona Leste). A entrada é gratuita.

E os protagonistas da festa de abertura serão alguns dos milhares de atletas que desejam subir no lugar mais alto do pódio ao fim da competição. As 506 candidatas à rainha do Peladão, também estarão “na pista”, deixando o evento muito mais bonito de ver.

A grande atração da abertura é um torneio, com jogos de 30 minutos, envolvendo os quatro melhores colocados da última edição do torneio que permanecem na disputa neste ano. Arsenal, Panair FC, Puraquequara FC e União da Ilha da Manaus Moderna prometem levar um bom número de torcedores ao Sesi.

E se levarmos em conta os números do quarteto na última edição do campeonato, teremos uma “chuva de gols” hoje à tarde. Juntos, os quatro times marcaram 110 gols no Peladão 2012, uma média de 2,6 gols por partida.

Quadrangular

O primeiro duelo acontece às 14h30, entre Arsenal e Panair. Chance para o atacante Elson Bala, 29, do Panair, conquistar um título que bateu na trave no Peladão 2009. A decisão daquele ano ficou marcada pelo público oficial de 42.608 torcedores (8º maior público da história do Vivaldão), mas o Panair perdeu nos pênaltis para o Unidos do Alvorada.

“Quando subi do túnel para o gramado e vi o estádio lotado, deu uma ‘balançada’. Me emocionei de verdade. Até hoje, quando assisto o DVD do jogo, me arrrepio. Me sinto privilegiado por ter participado daquele jogo. Estou retornando ao Panair e quero mais do que nunca o título do Peladão 2013”, afirmou Elson, que pretende fazer um jogo de paciência hoje, contra o rival da Colônia Oliveira Machado.

E o Arsenal quer ganhar o jogo na base do ataque, renovado para a competição deste ano. “A confiança no é grande. Trouxemos o Marquinho, que jogou no Panair em 2012, e o Gil, que é ex-profissional e estava jogando no Pará. Os dois têm muita qualidade”, conta Rogério Moraes, presidente e lateral-direito do Arsenal.

Entre pontarias e sistema defensivo

Às 15h10, é a vez de Puraquequara FC e União da Ilha da Manaus Moderna entrarem em campo. Entre os times que disputam o quadrangular de abertura do Peladão 2013, o Puraquequara foi quem mostrou a melhor pontaria na última edição do torneio.

Em 11 jogos disputados, o time da Zona Leste balançou a rede dos adversários 36 vezes. Média de 3,2 gols por partida. Mesmo assim, o técnico do Puraquequara, Klinger Costa, cobrou pesado nos treinos de finalização nas duas últimas semanas. O motivo? No último campeonato que o time disputou - a Copa dos Bairros - o ataque não mostrou a mesma precisão do Peladão. “O time perdeu muito gols na competição. O trabalho nessas duas semanas foi treinar bastante chute a gol para melhorar a finalização dos nossos atacantes”, disse Klinger.

Do outro lado, porém, estará um verdadeiro “paredão”. Quinto colocado na última edição, a União da Ilha da Manaus Moderna teve, na última edição, o sistema defensivo mais eficiente entre os quatro clubes que disputam o quadrangular hoje, no Sesi. Foram apenas três gols em 10 jogos. O lateral esquerdo Welington Antônio, o “Coió”, 32, acredita que faltou sorte para que o time chegasse ao tricampeonato no ano passado. “Nosso plantel é forte, nossa torcida é exigente e vamos recuperar o título nesta edição. Estamos entalados com todos os três times do quadrangular. Vamos fazer um grande jogo”, promete Coió. Independente da rivalidade, todos os representantes dos times que jogam hoje concordam em um ponto: Quem vencer o quadrangular entrará no Peladão como o “time a ser batido” e cheio de moral!

Rainha Juliana prepara coração

É com emoção que Juliana Soares, 19, refaz o ritual de preparar a coroa, a faixa e o manto de realeza, para uma de suas últimas aparições como Rainha do Peladão. Ela, que foi eleita dia 21 de dezembro de 2012, com mais de 50% do voto popular, está pronta para encontrar as mais de 500 candidatas da edição deste sábado (31), às 14h30, no campo do Sesi. “Já fico triste desde agora por estar me despedindo, nem gosto de pensar nos momentos finais. Mas o ciclo precisa se fechar para que outras meninas tenham a oportunidade de viver o que eu vivi, foi tudo mágico e inesquecível”, garante a beldade.

Depois de quase um ano conduzindo os itens de rainha em todos os compromissos, a bela afirma ainda ter prazer e orgulho em organizar tudo para mais um desfile.

“Quando eu recebi a faixa, o manto e fui coroada, foi uma emoção enorme, fiquei muito surpresa. Sempre cuidei com muito carinho e agora que está acabando, apesar da tristeza e da saudade que vou ter, estou com a sensação de dever cumprido”, revelou.

Juliana acredita que uma beleza forçada não seja a mais atraente em uma mulher. “Acho que a beleza tem que ser mais natural. Meu cabelo, por exemplo, sempre gostei dele enrolado e cuidei dele assim. Não tenho grandes truques de beleza, mas adoto coisas simples e que funcionam, como usar maquiagem de boa qualidade, sempre limpar bem o rosto antes de dormir e usar protetor solar”, disse.

Para manter o corpo em forma, Juliana joga vôlei de praia, esporte pelo qual se diz apaixonada. “Não é sacrifício pra mim, amo jogar. Além disso, tento cuidar da alimentação, o que também reflete na pele. Apesar de comer de tudo, procuro evitar fritura e comidas gordurosas. Adoro comer salada”, finalizou.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.