Publicidade
Esportes
Craque

Peladão Brahma: Independente se classifica em 1º lugar para a fase mata-mata do Peladinho

Melhor estruturado, o time da Cidade Nova chegou para o jogo completo, enquanto o social Puraquequara enfrentou dificuldade para colocar oito jogadores de linha no campo do Cean, em Petrópolis, Zona Sul 15/12/2014 às 08:27
Show 1
Peladão Brahma: Lance de Independente (listrado) 1 x 1 Social Puraquequara
Lúcio Pinheiro Manaus

Em jogo realizado no último sábado, valendo a classificação em primeiro na chave para a fase de mata-mata do Peladinho, as equipes do Independente (Cidade Nova) e Social Puraquequara (Petrópolis) mostraram que vão dar trabalho para os adversários daqui para frente.

Melhor estruturado, o time do Independente chegou para o jogo completo, enquanto o social Puraquequara enfrentou dificuldade para colocar oito jogadores de linha no campo do Cean, em Petrópolis, Zona Sul. A vantagem numérica de atletas permitiu que o time da Cidade Nova abrisse o placar logo no início do primeiro tempo. O autor do gol do Independente foi o atacante Maylson, artilheiro da equipe no campeonato com seis gols. Sozinho na área, o atacante aproveitou uma bola cruzada para desviar de calcanhar para o gol do Social.

Na volta para o segundo tempo, o treinador do independente, Jairo, fez alterações para dar mais gás a equipe e tentar matar o jogo. Sem jogadores no banco, o Social voltou com os mesmos atletas, porém, mais motivados.

Buscando o gol sempre que ficava com a bola nos pés, o time treinado pelos amigos Elizeu e Fernando empatou a partida aos oito minutos da etapa complementar. Em uma cobrança de falta da intermediária, o goleiro do independente reclamou de falta e deixou a bola morrer no fundo do gol. Sorte de Vinicius, autor da cobrança, que comemorou com os colegas um empate heróico. Final 1 a 1.

Apesar da campanha sem derrotas no ano de estréia do time, Jairo ficou na bronca com os seus comandados. “O empate nos classifica em primeiro, mas não conseguimos fechar essa fase com 100% de aproveitamento, que era o que nós queríamos”, lamentou o treinador no final da partida. Já no lado do Social, o empate teve sabor de vitória, dada as circunstâncias em que a partida se desenrolou. “Enfrentamos um time forte com apenas oito jogadores na linha e conseguimos um bom resultado. Estamos felizes”, comentou Fernando.

Emoção na categoria Principal
Na fase de perde e sai, as equipes da categoria principal Estreante e Bom Sucesso precisaram de quase uma hora e meia para definir quem seguiria na competição, em jogo disputado no CDC do bairro Compensa, Zona Oeste.

O Estreante perdia por 2 a 1 há cinco minutos do final do jogo, quando o camisa 6, Denison, desviou a bola para o gol em um cruzamento levando a decisão da vaga para as cobranças de pênaltis.

Na primeira série de cobranças, os três jogadores de cada equipe marcaram seus gols. Nas cobranças alternadas Denison mandou a bola no travessão.

Com o erro, a classificação do Bom Sucesso, que jogava em casa, ficou nos pés de Biro, que não sentiu a pressão e mandou a bola para a rede, classificando sua equipe.

Publicidade
Publicidade